Premier League

Nottingham Forest perde recurso em relação à punição sofrida pela Premier League

Clube de East Midlands perdeu quatro pontos por quebra das regras financeiras da liga

O Nottingham Forest teve seu recurso negado pela comissão independente da Premier League, que manteve a punição de quatro pontos para o clube de East Midlands por violar as Regras de Sustentabilidade e Lucro da liga (PSR). A pena sofrida pela equipe inglesa era de seis pontos, mas após colaboração com as investigações e apelo feito à comissão independente que investiga tais casos na liga, a pena foi diminuída.

O Nottingham Forest foi punido em março com a perda de pontos por gastar 34,5 milhões de libras (quase R$ 219 milhões de reais) entre 2020 e 2023. Tal valor foi considerado maior do que o limite orçamentário do clube, que acabou punido. Contudo, a diretoria da equipe inglesa entrou com recurso, pois segundo argumentação do Forest, a comissão cometeu um erro ao não contabilizar a venda de um jogador de alto nível feito na época, o que poderia atenuar o valor gasto no período avaliado.

Entretanto, o conselho de recurso da comissão independente entendeu que a punição era justa, mantendo em vigor a punição de quatro pontos aplicada ao time de Nottingham, que luta contra o rebaixamento na Premier League.

“O clube argumentou que a comissão independente cometeu um erro ao não tratar a venda de um jogador de alto nível logo após o período de avaliação como um fator atenuante, e que cometeu um novo erro ao optar por não suspender parte ou a totalidade da dedução de pontos que impôs. Cada um desses fundamentos foi rejeitado pelo conselho de recurso, que considerou que a comissão independente tinha o direito de impor imediatamente a sanção que fez. A dedução de quatro pontos, portanto, permanecerá em vigor”, disse a Premier League em comunicado.

Nottingham Forest tenta se salvar do rebaixamento na Premier League

Se fora das quatro linhas, o apelo do departamento jurídico do Nottingham Forest não foi suficiente para amenizar a situação do time, a missão de se salvar do rebaixamento para a Championship terá de ser cumprida em campo. Os comandados de Nuno Espírito Santo conquistaram uma vitória importante na última rodada, batendo o já rebaixado Sheffield United por 3 a 1 fora de casa e abriram três pontos de vantagem ao Luton Town, time que ocupa a 17ª colocação e disputaria o play-off de rebaixamento.

Restando dois jogos a todos os candidatos ao descenso, o Nottingham Forest terão o embalado Chelsea pela frente no próximo dia 11 de maio (sábado), às 13h30 (horário de Brasília), No City Ground, e definem sua vida na Premier League diante do Burnley, em novo confronto direto, fora de casa, no dia 19 de maio.

A equipe de Nottingham depende apenas de si para permanecer na elite do futebol inglês por mais uma temporada, e caso tropece diante do Chelsea, ou não vença na última rodada, precisará de uma combinação de resultados para permanecer na Premier League.

O que são as regras de sustentabilidade e rentabilidade (PSRs)

Anualmente, os clubes da Premier League passam por avaliações a fim de garantir o cumprimento dos regulamentos de lucratividade e sustentabilidade da liga. Tal análise é fundamentada no balanço financeiro do clube, agregando lucros e ajustando impostos durante o período do processo. Cada equipe pode registrar prejuízo de até 105 milhões de libras em três anos.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo