Premier League

Nem grande atuação de Pickford impediu primeira vitória do Burnley em 11 jogos

O goleiro Jordan Pickford teve uma grande atuação neste sábado, mas não impediu que o Everton perdesse, de virada, para o Burnley por 2 a 1. O time dirigido pelo técnico Sean Dyche conseguiu quebrar uma sequência muito negativa. Eram 11 jogos sem vitórias na Premier League (e 12 contarmos um jogo da Copa da Inglaterra) até este sábado. A virada neste sábado veio com uma boa atuação do time, que pressionou muito o Everton e obrigou o goleiro a fazer grandes defesas, mas não conseguiu impedir tudo.

LEIA TAMBÉM: Não se perde um gol desses, com a meta escancarada, e muito menos no clássico

O torcedor do Everton até teve uma boa notícia quando o turco Cenk Tosun conseguiu marcar 1 a 0, em um cruzamento Theo Walcott, desviado por Seamus Coleman, e que sobrou para o atacante marcar aos 20 minutos do primeiro tempo. Foi seu primeiro gol na Premier League. Mas esta foi das poucas boas notícias para o jogo.

Começou a boa atuação do goleiro Jodan Pickford. Foram seis defesas do goleiro da seleção inglesa, que vive grande fase. O técnico da seleção inglesa, Gareth Southgate, estava presente ao estádio e pode já estar pensando que o goleiro do Everton pode ser uma aposta mais segura que o titular habitual, Joe Hart, que se tornou reserva no West Ham nesta temporada. E Pickford terminou o primeiro tempo bem, assim como começou o segundo. Mas a pressão dos mandantes acabaria dando resultado.

Em um belo passe do lateral direito Matthew Lowton, o atacante Ashley Barnes recebeu em profundidade e, na cara de Pickford, fuzilou:  1 a 1, aos 11 minutos. O Burnley continuou em cima e tentar o segundo gol. O próprio Barnes teve mais uma chance, mas desta vez Pickford impediu. O que o goleiro não podia impedir era a cabeçada de Chris Wood, em escanteio cobrado por Johann Gudmundsson. O zagueiro Ashley Williams estava na marcação do atacante, mas ficou olhando a bola e, quando ele viu Wood, o neo-zelandês já cabeceava para as redes, vencendo a disputa com Michael Keane: 2 a 1, aos 35 minutos.

aos 41 minutos, a atuação de Ashley Williams conseguiria piorar ainda mais. Ele acabou expulso por dar uma cotovelada em um rival dentro da área, em um escanteio ofensivo. O árbitro viu e mostrou o vermelho ao zagueiro galês. O Everton tentou pressionar no final, mas sem sucesso. O Burnley fica mesmo com a vitória e vai a 40 pontos, em sétimo lugar na tabela, uma posição surpreendente para um time candidato ao rebaixamento. O Everton segue em uma campanha abaixo do esperado. Tem 34 pontos em nono lugar.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo