Premier League

Manchester United tinha resultados, contra o Chelsea teve bom desempenho: agora vai?

Vindo de boa vitória, dominando o rival Chelsea, o Manchester United deu bons sinais para a torcida. A questão é se manterá contra o Bournemouth

O Manchester United até parecia que teria um 2023/24 estável com Erik Ten Hag no comando, visto a ótima última temporada, com título (Copa da Liga Inglesa), um vice (Copa da Inglaterra) e um terceiro lugar na Premier League. Corta para dezembro de 2023, os Red Devils somam 10 derrotas até aqui, maior número desde o rebaixamento de 1973/74, e quase eliminado na fase de grupos da Champions League. O clube até vence bastante (11 triunfos e apenas um empate) e no Campeonato Inglês está apenas a três pontos do G4, o problema é o desempenho abaixo dentro dos gramados. Na última terça-feira (6), teve um adversário à altura, o Chelsea, e portou como um gigante para vencer por 2 x 1. É o momento de virada para o lado vermelho de Manchester, que recebe Bournemouth neste sábado (9), em Old Trafford?

Vitória e domínio frente ao Chelsea é para dar moral para o Manchester United

Desde o primeiro minuto contra os Blues, o Manchester United de Ten Hag foi soberano no jogo. Dominou as principais ações, as melhores chances (inclusive, pecando na finalização) e conseguiu sair com a vitória com dois gols do meio-campista Scott McTominay, que tem pegado gosto pelas redes nesta temporada. O primeiro tempo da partida terminou 1 x 1, mas foi um placar enganoso pelo o que criou a equipe de Manchester, desperdiçando também um pênalti pelos pés de Bruno Fernandes.

Na etapa final, demorou a retomar aquele controle e, quando conseguiu, voltou a frente do placar e não saiu mais, quase ampliando com Alejandro Garnacho. Para além do resultado importante, que aproxima o clube da zona de classificação à Champions League, vale bater um adversário pesado. Apesar de irregular no início da temporada e, nesse momento, apenas o décimo na tabela da Premier League, o Chelsea vinha de bons resultados contra os times mais competitivos da Inglaterra. No espaço de um mês, goleou o rival Tottenham por 4 x 1 (então líder), ficou no 4 x 4 com o Manchester City atuando de igual para cima e bateu o Brighton mesmo jogando mais de um tempo com um a menos. Parecia uma curva crescente, até encontrar o Manchester United.

Ainda sim, é cedo afirmar que apenas uma vitória em cima do Chelsea confirma uma volta por cima do Manchester United na temporada. O técnico holandês sofre com problemas de relacionamento com os jogadores, afastando Jadon Sancho ainda no início do campeonato e depois discutindo com Anthony Martial à beira do campo. Em resultado, até alcançou bons números na Premier League, onde venceu nove das 15 rodadas. No entanto, já saiu na Copa da Liga Inglesa e só com um milagre se classifica às oitavas de final da Champions.

Premier League
# Seleção J V E D +/- Pontos
1 Man City

Man City

38 28 7 3 62 91
2 Arsenal

Arsenal

38 28 5 5 62 89
3 Liverpool

Liverpool

38 24 10 4 45 82
4 Aston Villa

Aston Villa

38 20 8 10 15 68
5 Tottenham

Tottenham

38 20 6 12 13 66
6 Chelsea

Chelsea

38 18 9 11 14 63
7 Newcastle

Newcastle

38 18 6 14 23 60
8 Man Utd

Man Utd

38 18 6 14 -1 60
9 West Ham

West Ham

38 14 10 14 -14 52
10 Crystal Palace

Crystal Palace

38 13 10 15 -1 49
11 Brighton

Brighton

38 12 12 14 -7 48
12 Bournemouth

Bournemouth

38 13 9 16 -13 48
13 Fulham

Fulham

38 13 8 17 -6 47
14 Wolverhampton

Wolverhampton

38 13 7 18 -15 46
15 Everton

Everton

38 13 9 16 -11 40
16 Brentford

Brentford

38 10 9 19 -9 39
17 Nottm Forest

Nottm Forest

38 9 9 20 -18 32
18 Luton

Luton

38 6 8 24 -33 26
19 Burnley

Burnley

38 5 9 24 -37 24
20 Sheff Utd

Sheff Utd

38 3 7 28 -69 16

 

Os problemas do estão além do campo, chegando em decisões controversas da gestão (como banir a imprensa de coletiva). Nesse momento, a odiada (pela torcida) família Glazer, dona do clube, negocia a venda de 25% (junto do controle do futebol) ao bilionário Jim Ratcliffe e isso causará troca em cargos de direção, staff, também atrapalhando o andamento da temporada.

Confiança pode durar pouco com eliminação na Champions League

O Manchester United pode até vencer o Bournemouth hoje, colar no G4 da Premier League e vir todo confiante para Champions League. Mas basta uma eliminação que tudo isso pode ir por água abaixo. E pior, a queda é o mais provável a acontecer. Para passar de fase, o time treinado por Ten Hag precisa vencer o já classificado Bayern de Munique, em Old Trafford, e contar que o jogo entre Galatasaray e Copenhagen fique empatado. Qualquer cenário disso é adeus à competição europeia ainda na fase de grupos.

A coisa boa é os Bávaros não jogarem por nada na rodada. O Bayern será o líder independente dos resultados, mas pode ter um ânimo no jogo por eliminar o United e ainda manter a invencibilidade na fase de grupos da Champions que dura seis anos. Os ingleses também podem se apegar ao fato que o primeiro encontro entre Gala e Copenhagen terminou empatado.

Grupo A
# Seleção J V E D +/- Pontos
1 Bayern Munich

Bayern Munich

6 5 1 0 6 16
2 FC Copenhagen

FC Copenhagen

6 2 2 2 0 8
3 Galatasaray

Galatasaray

6 1 2 3 -3 5
4 Man Utd

Man Utd

6 1 1 4 -3 4
Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo