Premier League

Com Doku dominante, City amassa o Luton e é líder provisório da Premier League

O belga anotou, assistiu e sofreu até pênalti na goleada de 5 a 1 do Manchester City sobre o ameaçado Luton Town

O Manchester City não podia se dar ao luxo de pensar no confronto de volta das quartas de final contra o Real Madrid na próxima quarta-feira (17). Ainda brigando pelo título da Premier League com Arsenal e Liverpool, a equipe de Guardiola fez o seu papel e goleou o Luton Town por 5 a 1, neste sábado (13), pela 33ª rodada do torneio.

Com a vitória, os azuis são os líderes provisórios do torneio com 73 pontos. Arsenal e Liverpool, que jogam neste domingo (14), aparecem na sequência, ambos com 71 pontos. O Luton Town, por sua vez, permanece na 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento, com 25 pontos.

O destaque da partida foi o atacante Doku, que marcou, assistiu e sofreu o pênalti convertido por Haaland. O belga foi o protagonista de um City que amassou o adversário durante os 90 minutos, com muitas triangulações e movimentação ofensiva.

City abre o placar no começo, mas Luton resiste

Como é característico, o City começou em ritmo intenso. No primeiro minuto, De Bruyne achou Haaland, muito criticado por sua discreta atuação contra o Real Madrid pela Champions League, que bateu firme e obrigou o goleiro Kaminski a trabalhar.

Sem deixar o Luton respirar, o City chegou ao primeiro gol logo na sequência. Doku recebeu na meia-lua e bateu firme. O chute foi bloqueado e sobrou para Haaland, que emendou de primeira. A bola explodiu em Hashioka, matou o goleiro e estufou as redes. Como esperado, City na frente logo no início e com facilidade.

O decorrer do primeiro tempo também não surpreendeu ninguém. Muita posse de bola do City, que jogava com suas linhas muito adiantas, a ponto de seus zagueiros atuarem no último terço do campo. Haaland e até Ruben Dias tiveram chances de ampliar, mas o Luton resistiu com pode.

Com o Luton praticamente todo dentro da área, acuado, De Bruyne ditava o ritmo da partida, distribuindo passes e tentando infiltrações perigosas. A todo momento, a zaga dos visitantes tentava afastar o perigo, cedendo muitos escanteios e afastando da forma que dava. Já aos 44, o próprio De Bruyne arriscou para o gol e obrigou Kaminski a realizar uma bela defesa.

Haaland faz o seu 20° gol na temporada

O segundo tempo começou com uma grande chance desperdiçada pela equipe de Guardiola. Ederson, recuperado de lesão, achou um grande passe para Matheus Nunes em profundidade. O brasileiro naturalizado português escapou sozinho, mas, antes de conseguir acionar Haaland, escorreu sozinho e não conseguiu aproveitar uma rara oportunidade em que a zaga adversária esteve desmontada.

O City continuou tão em cima do adversário que eram seus homens defensivos que ameaçavam o gol. Após mais uma triangulação do City, Kovacic achou Rúben Dias na entrada da área. O português bateu colocado e a bola raspou a trave direita.

Na sequência, Kovacic teve papel invertido e o resultado foi mais positivo para os donos da casa. Julian Alvarez cruzou e o croata, em um raro momento livre de marcação, bateu de primeira e anotou um lindo gol no Etihad.

Com 2 a 0 no placar, o número de finalizações estava em 27 para o City e nenhuma para o Luton. Na primeira oportunidade, os visitantes deram um susto. Em rápida escapada, Woodrow recebeu na área e bateu firme para o gol. A bola explodiu no travessão de Ederson, que seguiu sem fazer nenhuma defesa na partida.

Passado o susto, o City seguiu com seu alto volume ofensivo. Doku, um dos jogadores mais incisivos da equipe de Manchester, balançou e foi derrubado dentro da área por Onyedinma. O criticado Haaland foi para a bola e anotou seu vigésimo gol na temporada.

Restando apenas dez minutos para o fim da partida, o Luton obrigou Ederson a fazer sua primeira defesa após boa trama na área e finalização de Doughty. E, por incrível que pareça, o goleiro brasileiro ainda acabaria sendo vazado. Na sequência, Matheus Nunes vacilou na saída de bola, Barkley não perdoou e fuzilou para o fundo das redes.

Contudo, se os visitantes ousaram sonhar com um improvável empate, Doku acabou totalmente com qualquer gota de esperança. Em nova jogada individual, ele deixou para trás dois adversários e finalizou no canto para dar números finais ao duelo.

Doku ainda não parecia satisfeito e, já nos acréscimos, escapou novamente pela esquerda e serviu Gvardiol. O zagueiro, que já havia marcado um golaço contra o Real Madrid no meio de semana, bateu firme e anotou outro pelo gol para dar números finais ao duelo: 5 a 1.

Foto de Lucas Tomazelli

Lucas Tomazelli

Apaixonado por futebol desde as primeiras memórias de infância, Lucas é formado em jornalismo pela USP. Antes de integrar a equipe da Trivela, atuou na Jovem Pan Online, Grupo Bandeirantes de Comunicação e Yahoo Notícias Brasil.
Botão Voltar ao topo