Premier League

Antes de final, esfacelado Liverpool goleia Luton de virada e se mantém firme na liderança da Premier League

Jogando em Anfield, Liverpool toma susto, mas gols de Van Dijk, Gakpo, Díaz e Elliott asseguram vitória e primeira posição da Premier League

Nem mesmo desfalques e um placar adverso foram suficientes para superar a união entre Liverpool e um  ensurdecedor Anfield. Nesta quarta-feira (21), os Reds abriram a rodada 26 da Premier League com uma belíssima virada por 4 a 1 para cima do Luton Town. Mesmo sem jogadores como Konaté, Salah, Núñez, Jota e Szoboszlai, o time da casa venceu com gols anotados por Virgil Van Dijk, Cody Gakpo, Luis Díaz e Harvey Elliott em uma virada relâmpago. Chiedozie Ogbene foi o responsável por abrir o placar para a equipe visitante.

Nem os desfalques estão sendo capazes de fazer o Liverpool tropeçar e perder a liderança do campeonato inglês. Os Reds chegaram aos 60 pontos, abrindo 4 do vice-líder Manchester City, que nesta rodada encara o Bournemouth, fora de casa. Agora o Liverpool volta a campo já no domingo (25), para encarar o Chelsea pela final da Copa da Liga Inglesa. Já o Luton permanece na 18ª colocação com 20 pontos, e ainda não conseguiu deixar a zona de rebaixamento. O próximo desafio da equipe é contra o Manchester City na próxima terça-feira (27), pela quinta rodada da Copa da Inglaterra.

Apesar da pressão, Luton é quem abre o placar após erro de marcação

Jogando no Anfield, o Liverpool não quis saber do alto número de desfalques e entrou com o pé no acelerador. Nos 5 primeiros minutos, Luis Díaz criou duas chances, que quase viraram gols. Mas quem abriu o placar foi o time visitante. Após boa jogada pela linha de fundo pelo lado esquerdo, Chong avançou e bateu rasteiro. Após defesa de Kelleher, Ogbene apareceu livre para empurrar a bola de cabeça para o fundo das redes, aos 12 minutos.

Assustado, o Liverpool tentou retomar o controle da bola, mas o Luton Town conseguia não só ter a bola no pé, como também achar espaços na pressão feita pelos anfitriões na saída de bola. O Liverpool teve uma boa oportunidade com Joe Gomez de fora da área, mas seu chute aos 27 minutos fora para fora. Após 2 minutos, Díaz tabelou com Gakpo e chutou cruzado, mas Kaminski estava atento para agarrar a bola.

O colombiano, disparado o jogador mais perigoso do Liverpool no primeiro tempo, teve outra grande chance aos 35 minutos. Ele avançou e deu um chute forte, que passou raspando a trave do Luton. Até Jürgen Klopp aplaudiu o ímpeto de Díaz na partida, que não foi suficiente para fazer o Liverpool chegar ao primeiro gol no primeiro tempo.

Torcida entra no jogo, e Liverpool faz segundo tempo fulminante

A etapa final começou de forma bastante parecida com o fim do primeiro tempo. Aos 5 minutos, Díaz deu um chute travado pela zaga e no rebote, o camisa 7 acertou outra finalização que bateu no braço de Ruddock. Apesar das reclamações, o árbitro não viu intenção e não deu pênalti no lance. Vendo a forma como a equipe jogava, a torcida que lotou o Anfield passou a jogar junto e pressionar ainda mais o adversário.

Aos 11, quase foi a vez de Gakpo. O holandês fintou um defensor e bateu firme, mas Kaminski bem posicionado desviou para escanteio. Na cobrança, Mac Allister cobrou a bola na cabeça de Van Dijk, que após se livrar da marcação de Ogbenne, cabeceou firme para anotar o empate dos donos da casa.

A pressão, que seguiu firme, se transformou em virada em apenas 3 minutos de um gol para o segundo do Liverpool. Após cobrança de lateral, Elliot cruzou de primeira e Gakpo, no primeiro pau, explodiu o Anfield de vez com o segundo gol dos Reds. E não parou por aí. Em outra cobrança de escanteio aos 15 minutos, Van Dijk deu outra testada firme, que desta vez foi defendida por Kaminski. Por volta dos 20 minutos, o Luton Town voltou a assustar após as entradas de Clark e Townsend, mas a zaga estava esperta para evitar um segundo gol dos visitantes.

A virada do Liverpool foi consolidada aos 26 minutos, e finalmente com o jogador que mais incomodou o Luton na primeira etapa. Robertson fez um corte de bola ainda no campo de ataque. A bola sobrou para Díaz, que driblou um defensor e fuzilou a meta do Luton. Depois de 4 minutos, o colombiano quase anotou o segundo com um chute de chapa de perna esquerda, mas Kaminski novamente apareceu para evitar a torcida de gritar ‘Yeah' de novo no Anfield.

Aos 36, foi a vez de Gakpo quase fazer o seu segundo, mas seu chute foi muito alto. O quarto gol veio aos 45 minutos, com uma bela jogada da nova geração dos Reds. Danns, que entrou na segunda etapa, deu um belo passe para Gakpo, que foi travado. Elliott apareceu no rebote e de primeira, deu um chute forte no ângulo para fechar a conta, manter os Reds na liderança da Premier League, e deixar a moral alta para a disputa da decisão da Copa da Liga frente ao Chelsea.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo