Premier League

Liverpool rugiu em Anfield: arrasou o Bournemouth por 9 a 0 na sua primeira vitória na Premier League

Em uma grande atuação de Firmino, Liverpool reagiu ao início ruim de temporada na Premier League, venceu a primeira e manda recado aos adversários sobre o que pode fazer

O Liverpool precisava dar uma resposta para o seu torcedor e para si mesmo pelo início ruim na Premier League, com dois empates e uma derrota. Em Anfield Road, a sua lendária casa, os Reds mostraram uma voracidade enorme e arrasaram o Bournemouth: golearam por 9 a 0, com uma atuação monumental do brasileiro Roberto Firmino, autor de dois gols e três assistências.

Jürgen Klopp tinha desfalques para o jogo e não eram poucos: Thiago Alcântara, Curtis Jones, Ibrahima Konaté, Joel Matip, Alex Oxalade-Chamberlain, Diogo Jota e Calvin Ramsay estavam machucados, enquanto Darwin Núñez estava suspenso pela expulsão há duas rodadas. Assim, o treinador alemão montou o seu ataque com Luis Díaz, Roberto Firmino e Mohamed Salah.

Um dos destaques foi Harvey Elliot, titular no meio-campo ao lado de Fabinho e Jordan Henderson. A sua característica é bastante diferente dos outros meio-campistas do time, mais leve, rápido e criativo, em relação a jogadores que são de muita força física e capazes de se impor na força diante dos adversários.

Logo aos três minutos, Luis Díaz aproveitou cruzamento de Firmino na área e cabeceou para marcar 1 a 0. O segundo gol veio também com participação de Firmino. Salah tocou para Firmino, que ajeitou quase sem querer para Haervey Elliot chegar batendo bonito, no canto, e ampliar o placar para 2 a 0. Salah ainda perdeu um gol feio logo depois, em um toque de Firmino de calcanhar e que Elliot ajeitou, mas o egípcio desperdiçou.

O terceiro, porém, sairia logo depois: Firmino tocou para Alexander-Arnold, que avançou e chutou de fora da área para marcar 3 a 0. O quarto gol, enfim, foi do próprio Firmino. Salah tentou o cruzamento, mas a bola desviou, mas não impediu Firmino de se jogar na bola e empurrar para a rede: 4 a 0. E contando. O quinto veio em um escanteio. Van Dijk aproveitou cobrança de Henderson e cabeceou para o fundo da rede: 5 a 0.

O segundo tempo manteve o Liverpool com fome e partindo para cima. Alexander-Arnold cruzou da direita e o zagueiro Chris Mephan acabou desviando para o gol e fez contra. O placar já marcava 6 a 0. O sétimo gol veio novamente com Firmino. Depois de uma bola que o goleiro do Bournemouth deu rebote em chute de Andrew Robertson, Firmino aproveitou a confusão para empurrar para a rede: 7 a 0.

O oitavo gol veio em um lance com laterais. Alexander-Arnold inverteu para Tsimikas, que tinha entrado no lugar de Robertson, e ele ajeitou de primeira para Fábio Carvalho. O português pegou de primeira e marcou outro belo gol na partida: 8 a 0. O nono gol veio com Luis Díaz e, curiosamente, novamente de cabeça. Tsimikas cobrou escanteio e o atacante colombiano subiu na primeira trave para marcar 9 a 0.

No fim, ficou mesmo 9 a 0, embora tivesse possibilidade de chegar até ao 10º gol. A vitória é simbólica e é uma carta de intenções do time. Embora o início nessas primeiras rodadas tenha sido ruim, o Liverpool ainda é um dos times mais fortes da Inglaterra e vai sonhar, sim, com o título da Premier League mais uma vez. E quem vai duvidar depois dessa atuação arrasadora?

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo