Premier League

Liverpool cansa de perder chances, cai para o Palace e se complica na Premier League

Gol de Eze no começo da partida deu números finais à partida, e agora Liverpool está na terceira posição da Premier League

Não faltaram oportunidades. Ao todo, o Liverpool finalizou 21 vezes na meta do Crystal Palace, neste domingo (14). Mas nem isso e a pressão da torcida no Anfield foram capazes de fazer os Reds ganharem. Em um jogo corrido, o time da casa perdeu por 1 a 0, e se complicou na briga pelo título da Premier League. Eberechi Eze foi o autor do único gol da partida.

Com o resultado, o Liverpool permanece com 71 pontos, mas caiu para a terceira posição do campeonato, já que o Manchester City, agora com 73, goleou o Luton Town nesta rodada. O Arsenal, que tem o mesmo número de pontos dos Reds, encara o Aston Villa ainda neste domingo, e pode assumir a liderança e deixar o Liverpool mais distante das primeiras posições. Já o time londrino respira mais aliviado. Na 14ª posição, o Crystal Palace chegou aos 33 pontos, e agora está a 8 da zona de rebaixamento.

Erros defensivos deixam Liverpool em desvantagem

Mesmo com o estádio contra e enfrentando um dos times mais propositivos do mundo, foi o Crystal Palace que abriu o placar em Anfield. Aos 14 minutos, Mitchell avançou com bastante espaço pelo lado esquerdo e tocou para o meio da área. Bem posicionado, Eze bateu de primeira, calando o estádio. E o gol de falha bagunçou os Reds, que por um milagre não tomaram o segundo 3 minutos depois. Após lançamento, Van Dijk escorregou no momento de dar o bote e a bola sobrou para Mateta, que deslocou Alisson com uma bonita finalização. Mas em cima da linha, Robertson deu um carrinho espetacular que evitou a desvantagem maior.

O segundo susto acordou o Liverpool, que melhorou bastante com o passar do tempo. Aos 27 minutos, quase os Reds empataram com Endo em uma finalização após bate-rebate na área, mas a bola bateu no travessão. Depois de 2 minutos, foi a vez de Díaz quase fazer um golaço de voleio. Mas no reflexo, Henderson fez excelente defesa. Os anfitriões até tentaram criar mais chances, mas bem postada, a defesa do Crystal Palace conseguiu segurar o resultado antes do intervalo.

Festival de oportunidades desperdiçadas e revés importante

Para a etapa final, Jürgen Klopp deixou o Liverpool mais ofensivo, colocando Szobozslai na vaga de Endo. E a mudança de fato fez com que a pressão aumentasse. Em cobrança de escanteio do húngaro aos 10 minutos, Van Dijk dividiu de cabeça e a bola sobrou para Núñez, que bateu de primeira. Mas novamente bem posicionado, Henderson fez uma grande defesa com a perna.

O jogo virou praticamente um ataque contra defesa, já que os Reds comandaram praticamente todas as ações defensivas. E entre 27 e 29 minutos, o jogo teve três grandes oportunidades. A primeira foi do Liverpool. Na saída do goleiro, Szobozslai tocou para Jota, mas Clyne impediu a bola de tocar nas redes. Mas um minuto depois, foi a vez do Palace ter a sua melhor chance no segundo tempo. Após toque para dentro da área de Andersen, Mateta finalizou, mas Alisson fez excelente defesa à queima-roupa. E na jogada seguinte, os Reds tiveram outra grande oportunidade. Em contra-ataque, Jones recebeu passe no meio, avançou, mas na hora de finalizar, deslocou muito a bola do goleiro e chutou para fora.

Cada vez mais nervoso, o Liverpool tinha muitas dificuldades para criar jogadas, e passou a pressionar os visitantes somente na base do abafa e com bolas aéreas. Aos 46 minutos, quase que Salah empatou o jogo, mas sua finalização dentro da pequena área foi bloqueada por Schlupp. No último lance, até Alisson foi para a área. Mesmo assim, a defesa dos visitantes teve competência suficiente para assegurar a vitória e jogar um banho de água fria nos jogadores e na torcida do Liverpool.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo