Premier League

Fim de uma era: Liverpool coroa despedida de Klopp com vitória tranquila em Anfield

Liverpool faz 2 a 0 no Wolverhampton e dá motivos para o seu torcedor sorrir em tarde com gosto agridoce por despedida de Klopp

O Liverpool venceu o Wolverhampton por 2 a 0 na manhã deste domingo (19), em Anfield, pela última rodada da Premier League 2023/2024. Alexis Mac Allister e Jarell Quansah marcaram os gols dos Reds, ainda no primeiro tempo. Foi uma exibição dominante da equipe do norte inglês, em partida que acabou condicionada pela expulsão de Nelson Semedo.

O triunfo, contudo, em momento algum ofuscou a grande figura do jogo: Jurgen Klopp. O treinador alemão está se despedindo depois de quase nove anos à frente do Liverpool e recebeu diversas homenagens, com direito à entrada emocionante no gramado de Anfield.

Homenagens para Klopp

O dia começou muito antes da bola rolar para o torcedor do Liverpool. A cidade portuária da Inglaterra parou neste domingo, por conta da despedida do treinador alemão. Os Reds já foram recebidos por uma multidão ainda no ônibus, e a chegada à Anfield já foi repleta de emoção para Klopp. O momento era todo dele, e o carinho da torcida seria retribuído.

Mais imponente que isso só a entrada dos times em campo. A torcida do Liverpool preparou um mosaico absurdo com o nome do seu comandante, ao redor de todo o estádio, acompanhando de uma das frases que são símbolo do clube: “You will never walk alone”. E a maneira como a música foi entoada em Anfield foi de arrepiar o fã e o torcedor comum.

Klopp ficou visivelmente emocionado com a recepção, afinal, o apelido de Normal One, ainda que o humilde, não existe mais. O treinador é um dos mais vitoriosos da história do Liverpool, tendo conquistado todos os títulos possíveis, incluindo a Champions League e o Mundial de Clubes.

O mosaico absurdo da torcida do Liverpool na despedida de Klopp, em Anfield (Foto: Divulgação)

O jogo antes e depois da expulsão

Depois de todas as homenagens, Liverpool e Wolverhampton se alinharam para uma partida de futebol sem muita importância em Anfield. Os Reds já estavam classificados para a Champions League e não poderiam perder ou ganhar posições, enquanto os visitantes se viam confortáveis no meio da tabela, longe do rebaixamento e das vagas nas competições europeias.

A fim de dar alegria à sua torcida na despedida de Klopp, o Liverpool foi para cima nos primeiros minutos e poderia ter marcado, se não fosse pela atuação do goleiro José Sá. O jogo esfriou na metade da primeira etapa, mas a expulsão de Semedo, com o auxílio do VAR, deixou o Wolverhampton em maus lençóis. Tranquila na partida, a equipe do norte inglês construiu o placar com Mac Allister e Quansah, em jogadas aéreas.

A vitória do Liverpool sobre o Wolverhampton foi construída no primeiro tempo (Foto: Divulgação/LFC)

No segundo tempo, o Liverpool até buscou aumentar a vantagem, mas também não forçou. O Wolverhampton também não se provou derrotado e também teve chances para diminuir, e o 2 a 0 acabou ficando de bom tamanho para o que foi a partida.

Fim de uma era no Liverpool

Acabou, mas ainda não. É importante frisar que essa foi a última partida oficial de Jurgen Klopp pelo Liverpool, mas o clube prepara uma despedida especial, em jogo festivo, para celebrar esse fim de ciclo. O comandante alemão estava na cidade desde outubro de 2015 e revolucionou a maneira com que os Reds jogavam, recuperando, assim, a sinergia com o torcedor.

Acho que isso foi o mais legal do legado de Klopp no Liverpool, a relação com a torcida, muito machucada por anos difíceis no início da última década. Com Salah, Firmino, Van Dijk, Mané, Henderson e companhia, o treinador levou o Liverpool ao topo do país, continente e mundo, algo que ninguém tinha conseguido ainda. São páginas maravilhosas na história de uma das equipes mais gloriosas da Inglaterra.

Para acompanhar um pouco mais sobre toda a festa após o apito final, a Trivela preparou o link especial. É só clicar aqui. 

Já nos braços da galera, Klopp pegou o microfone no centro do gramado de Anfield e discursou por alguns minutos sobre a passagem pelo Liverpool. Ainda emocionado, o alemão fez questão de agradecer o carinho de torcida e todos os momentos vividos juntos, os bons e os ruins. Teve até gritos para Arne Slot, seu substituto, o que mostra ainda mais essa paixão pelo bem dos Reds.

“Estou completamente surpreso. Pensei que estaria em pedaços, mas estou muito feliz. Estou muito feliz com o jogo, muito feliz com vocês como família, muito feliz por nós. As pessoas dizem que eu transformei vocês de Doubters para Believers, isso não é verdade, eu disse isso, mas vocês fizeram isso”

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo