Premier League

Montanha russa em Anfield: Liverpool vence Fulham de maneira histórica em jogo repleto de golaços

Liverpool e Fulham protagonizaram um dos jogos mais incríveis desta Premier League com gol antológico de MacAllister

Neste domingo (3), o Liverpool venceu o Fulham por 4 x 3, em Anfield, pela 14ª rodada da Premier League. Com o resultado, a equipe de Jurgen Klopp pulou provisoriamente para a 2ª posição do campeonato com 31 pontos, mas o Manchester City ainda joga na rodada. Já o time de Marco Silva ficou na 14ª colocação com 15 pontos.

Por mais que o placar já dê pistas do quão agitado foi a partida, faltam palavras para descrever o embate entre Reds x Cottagers. Foi o típico jogo repleto de emoções, que teve direito a um pouco de tudo do que o futebol pode proporcionar: golaços, boas atuações, viradas emocionantes, reviravoltas ainda mais surpreendentes, e muito mais.

Quem assistiu à partida realizada em Anfield não irá esquecer tudo aquilo que seus olhos testemunharam. Como de costume, foi um claro exemplo do porquê a Premier League é tão apaixonante e considerada o melhor campeonato do mundo.

Como foi Liverpool x Fulham pela 14ª rodada da Premier League

O Liverpool começou o jogo pressionando o Fulham, que mal conseguiu ficar com a bola. Aos dois minutos, Luis Díaz aproveitou boa troca de passes para chutar da meia-lua, mas Leno conseguiu fazer a defesa com facilidade. Cinco minutos depois, os Reds chegaram a balançar as redes, porém, foi invalidado.

Szoboszlai finalizou de fora da área e o goleiro dos Cottagers falhou bizonhamente ao não conseguir agarrar uma bola fácil. O atacante colombiano dividiu com o arqueiro alemão, e a sobra caiu nos pés de Salah, que só teve o trabalho de empurrar para as redes. Entretanto, Díaz estava em posição de impedimento no começo da jogada.

Na divida, Leno levou a pior e machucou o olho direito, que ficou bastante inchado. Por conta do atendimento médico, a partida ficou parada por cerca de sete minutos. Quando a partida reiniciou, o Liverpool continua controlando a posse de bola em jogadas de ataque, e o gol não demorou para sair.

Aos 19 minutos, Alexander-Arnold cobrou uma falta indefensável quase da intermediária. Bola rápida e com muita curva ainda bateu no travessão para morrer no fundo do gol. Só que aí entrou a eficiência absurda do Fulham en Anfield, que conseguiu empatar logo em seu primeiro ataque.

Após a defesa dos Reds errar um passe para o craque egípcio, os Cottagers avançaram pelo lado esquerdo e, quase na linha de fundo, cruzaram rasteiro para trás. A bola encontrou Harry Wilson, que marcou o gol aos 23 minutos da etapa inicial. Dali para frente, o jogo ficou mais aberto.

Já aos 38 minutos, MacAllister fez um golaço digno de Prêmio Puskás. Na tentativa de construir uma jogada pelo lado esquerdo de ataque, a bola veio pingando para o camisa 10 do Liverpool. Livre de marcação, mas para lá da intermediária. O argentino não se intimidou com a distância e mandou uma sapatada no ângulo. Leno pouco pôde fazer. Essa foi a primeira vez que ele balançou as redes com a camisa dos Reds.

Contudo, o Fulham não deixou barato. Em cobrança de escanteio no primeiro pau, aos 47 minutos, Raúl Jiménez cabeceou para trás e encontrou Tete, que só teve o trabalho de colocar o pé na direção da bola para mandá-la para o gol. Kelleher não conseguiu defender, mesmo com a finalização indo em sua direção.

Antes do 1º tempo acabar, deu tempo dos Cottagers marcarem outro gol, mas que também foi anulado. Em nova cobrança de escanteio, uma cabeçada obrigou o goleiro do Liverpool a fazer uma defesa elástica. No rebote, a rede foi balançada. Entretanto, o impedimento foi marcado.

No último lance da etapa inicial, Darwin Núnez e Salah fizeram uma linda tabela na entrada da área. O centroavante uruguaio lançou por cima para o craque egípcio, que bateu de primeira quase na pequena área. Leno conseguiu impedir o gol dos Reds, que voltaram com tudo no 2º tempo.

Vence quem sabe aproveitar suas oportunidades de ataque

Na volta do intervalo, o Liverpool continuou sufocando o Fulham, até porque a partida poderia valer uma aproximação dos líderes da Premier League. Aos sete minutos do 2º tempo, Salah saiu em disparada em contra-ataque dos Reds. Ele enfiou uma bola rasteira para Núnez dentro da área. O camisa 9 mandou um foguete para o gol, mas explodiu no travessão.

Com os Cottagers tentando impedir o ímpeto do time de Klopp, o centroavante uruguaio causou perigo novamente aos 15 minutos da etapa final. Em jogadaça do Liverpool, Szoboszlai avançou pelo lado direito e cruzou para Salah, que estava na meia-lua. O camisa 11 dos Reds deu um passe de cabeça para Darwin Núnez, livre de marcação dentro da grande área. Contudo, ele não finalizou bem e chutou para fora.

Apesar da pressão do Liverpool, foi o Fulham que conseguiu virar a partida. Aos 34 minutos do 2ºtempo, os Cottagers partiram em contra-ataque. William recebeu do lado esquerdo e passou para Tom Cairney, que vinha de trás. Ele cruzou na segunda trave e encontrou Bobby Decordova-Reid, que cabeceou em cima da marcação para fazer o 3 x 2.

Quatro minutos depois, os Reds continuaram pressionando e chegaram a perder uma chance clara de gol. Em cobrança de escanteio, Leno defendeu uma linda cabeçada. A bola sobrou limpa para Salah, quase na pequena área. Só que o camisa 11 bateu muito embaixo dela e viu ela subir demais, indo para fora.

Aos 41 minutos da etapa final, o Liverpool finalmente conseguiu balançar as redes para empatar. Salah, de costas para o gol, viu Endo chegando livre de trás e rolou a bola em direção à meia-lua. Ele acertou um chutaço de primeira e mandou a bola no ângulo do gol defendido pelo Fulham.

Logo no lance seguinte, a virada dos Reds que colocou números finais à partida.  Após o Fulham afastar um cruzamento, a bola caiu para Alexander-Arnold, que dominou de coxa e acertou um chute forte por baio para sacramentar a derrota dos Cottagers e mais três pontos para a equipe de Jurgen Klopp.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo