Premier League

Lenda e maior artilheiro do clube, Thierry Henry admite: sonha em dirigir o Arsenal um dia

Um dos maiores ídolos da história do Arsenal, o ex-jogador Thierry Henry admitiu que quer voltar ao clube como técnico um dia. Atualmente, o ex-atacante atua como comentarista na TV britânica, além de ser auxiliar técnico na seleção belga. O francês quer ser técnico e acha que a posição no Arsenal é bastante atraente. Ele foi perguntado sobre isso em um momento que o clube vive a ressaca da perda de um título, a Copa da Liga.

LEIA TAMBÉM: Até o quarto árbitro fez chacota de Wenger após a derrota na decisão em Wembley

Henry tem 40 anos e jogou profissionalmente de 1994 até 2014. Começou no Monaco, jogou rapidamente na Juventus e em 1999 chegou ao Arsenal. Foi no clube londrino que o atacante viveu a sua melhor fase na carreira. Se tornou o maior artilheiro da história do clube, com 228 gols em 377 jogos. Um recorde que parece que ainda irá durar um bom tempo.

Depois do Arsenal, Henry ainda jogou pelo Barcelona e também brilhou, conquistando o título da Champions League nos três anos que atuou na Catalunha. Encerrou a sua carreira jogando pelo New York Red Bulls, na MLS. Em 2012, o atacante chegou a ser emprestado por curtos meses para jogar pelo Arsenal novamente, ainda vinculado ao New York Red Bulls.

“Eu ainda tenho um trabalho a fazer com a Bélgica, mas veremos o que irá acontecer. Será um sonho para mim, mas eu ainda estou com a Bélgica. Interessado? Sim, quem não estaria?”, disse Henry à Sky Sports. “Mas eu não posso falar sobre isso em respeito ao homem que ainda está no cargo e ao meu trabalho que estou fazendo na Bélgica. Mas quem não estaria interessado?”.

Henry chegou a trabalhar rapidamente no Arsenal como assistente técnico no time sub-18, mas deixou o cargo quando Wenger disse que ele não poderia conciliar com a função de comentarista que já exercia. Henry se tornou auxiliar técnico de Roberto Martínez na seleção da Bélgica.

O técnico Arsène Wenger tem contrato com o Arsenal até junho de 2019, ou seja, uma temporada além da atual. O desempenho do time na temporada será muito usado para que ele continue ou não no cargo. Depois de ficar fora da Champions League pela primeira vez em 20 anos, o Arsenal é sexto colocado na Premier League e parece distante demais de chegar entre os quatro primeiros e voltar à principal competição da Europa. E mais do que isso, a perspectiva de ganhar um título diminuiu. Ainda há a Liga Europa no horizonte.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo