Premier League

Leicester conta com falha bisonha de Alisson para conseguir virada fulminante contra o Liverpool

A fase do Liverpool não é nada fácil, e o aspecto emocional mais do que nunca pareceu fazer a diferença neste sábado (13). Mesmo dominando boa parte do jogo e abrindo o placar fora de casa contra o Leicester, os Reds desmoronaram nos momentos finais, sofreram uma virada fulminante das Raposas por 3 a 1 em um intervalo de sete minutos, e Alisson saiu marcado por mais uma falha, depois de duas lambanças na rodada passada contra o Manchester City.

O primeiro tempo foi de domínio do Liverpool, começando por dez minutos iniciais de pressão, tentando sufocar o Leicester. As Raposas jogavam pelo contra-ataque, mas demoraram para conseguir criar qualquer ocasião. Só aos 11 minutos, Vardy foi lançado e, de fora da área, sem ângulo, tentou encobrir Alisson, sem sucesso.

Os Reds, que têm sofrido com lesões na temporada, perderam logo aos 17 minutos James Milner, que teve que ser substituído por Thiago. A alteração não mexeu com o panorama da primeira etapa, e o time de Jürgen Klopp seguiu dominando as ações. Aos 20 minutos, em contra-ataque puxado por Alexander-Arnold, Salah recebeu do lateral e, frente a frente com Schmeichel, bateu por cima do goleiro tentando o passe para Mané no meio, mas Amartey chegou para dividir, evitando o gol do senegalês.

Seis minutos mais tarde, o Liverpool teve sua melhor chance na primeira etapa. Thiago deu lindo passe por cima pela esquerda para Henderson, que cruzou para o meio da área. Mané desviou de cabeça, e Firmino, livre, de curta distância, apareceu para completar, parando em defesaça de Schmeichel.

A primeira boa oportunidade do Leicester veio apenas aos 36 minutos, com Vardy aparecendo livre para cabecear um cruzamento de Barnes. O atacante, no entanto, mandou em cima de Alisson. Seis minutos depois, em uma bola longa, o camisa 9 levou ainda mais perigo: Amartey lançou, Maddison desviou de calcanhar, e Vardy ficou cara a cara com o goleiro dos Reds. A finalização forte passou por Alisson, mas carimbou o travessão e saiu pela linha de fundo.

Melhor na primeira metade do segundo tempo, o Liverpool ensaiou a abertura do placar em cobrança de falta de Alexander-Arnold aos 12 minutos, acertando o travessão de Schmeichel. Dez minutos depois, o tento viria. Firmino recebeu passe de Alexander-Arnold dentro da área e, com um bonito giro e um passe de calcanhar, ajeitou para Salah bater de primeira, colocado, para acertar o canto direito de Schmeichel e fazer 1 a 0.

Na segunda metade da primeira etapa, o Leicester conseguiu reverter o equilíbrio de forças, e o Liverpool começou a desmoronar. Em lance pela esquerda, aos 32 minutos, Barnes foi derrubado por Thiago na entrada da área, a centímetros da linha, e o VAR determinou a cobrança de falta. O pênalti não fez falta, já que, na cobrança, Maddison tentou o cruzamento baixo, mas acabou mandando direto para o gol de Alisson, empatando para o Leicester.

Logo depois, aos 36 da segunda etapa, Tielemans arriscou um lançamento do meio do campo, Alisson saiu da área para afastar e coprotagonizou uma falha bisonha com o estreante Ozan Kabak. A dupla se enroscou, a bola sobrou para Jamie Vardy, e o inglês finalizou com tranquilidade para virar para o Leicester.

Aos 39 minutos, o Leicester chegou perto de marcar o terceiro gol com Vardy. Barnes fez linda jogada individual pela esquerda, passando entre a marcação e chutando em diagonal. Alisson espalmou, Vardy pegou o rebote e finalizou para boa defesa do brasileiro, que contou ainda com a trave. No minuto seguinte, no entanto, Alisson não conseguiu impedir o 3 a 1. Salah errou passe no meio do campo, Ndidi ficou com a sobra, lançou Barnes na esquerda, e o ponta bateu cruzado, baixo, para decretar o 3 a 1.

Em sequência rara, e até então inédita sob o comando de Jürgen Klopp, o Liverpool chegou à sua terceira derrota consecutiva na Premier League, depois de ser batido também por Brighton e Manchester City. A última vez que os Reds haviam perdido três jogos seguidos havia sido em novembro de 2014, coincidentemente sob o comando de Brendan Rodgers, hoje treinador do Leicester.

O resultado estacionou o Liverpool nos 40 pontos, podendo perder a quarta colocação ainda nesta rodada para Chelsea e West Ham, que têm 39 pontos e enfrentam Newcastle e Sheffield na segunda-feira (15).

Já o Leicester dá sequência à sua incrível temporada e, ao menos por um dia, assume a segunda colocação, chegando aos 46 pontos e superando o Manchester United, que tem 45 e enfrenta o West Brom neste domingo (14).

Classements proposés par SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo