Premier League

Lampard diz que Conte seria melhor contratação do Chelsea, elogia Lukaku e recomenda MLS a Terry

Antonio Conte se tornou um favorito da torcida do Chelsea nesta temporada. O desempenho do time sob o seu comando conquistou os torcedores, com uma formação diferente do que os ingleses costumam fazer, com linha de três zagueiros, e muitos pontos acumulados em vitórias e mais vitórias que culminaram no título. Para Frank Lampard, aposentado ao final de 2016 e maior artilheiro da história do clube, a permanência do técnico é a contratação mais importante que o Chelsea precisa fazer.

LEIA TAMBÉM: Liverpool foi capaz de lindo gesto para confortar pequeno torcedor que perdeu o pai

O contrato de Conte vai até 2019 e houve muitos rumores da sua saída. As partes negociam uma extensão do contrato – com um aumento de salário para o italiano, é claro -, mas ainda não foi fechado um acordo. O clube especula diversas contratações milionárias para esta temporada visando reforçar o time. Para Lampard, porém, a melhor delas seria mesmo o técnico permanecer.

“Antonio seria a sua contratação mais importante. Para mim, ele foi o homem da temporada passada”, afirmou Lampard. “Se fala sobre o jogador do ano, e sou a favor de dar o crédito aos jogadores, mas por ter sido de uma forma tão dramática em relação à temporada passada, eu acho que ele merece um crédito enorme”, analisou ainda o ex-camisa 8.

“Você viu a mudança de sistema e como ele fez os jogadores atuarem nessa formação, funcionou bem. Eu acho que ele é uma contratação enorme para o Chelsea. Eu não tenho dúvidas. Eu não sei, mas eu estou muito confiante que ele estará lá e eles trarão jogadores no sistema que ele quer jogar”, disse ainda Lampard.

Um dos nomes mais especulados para o Chelsea é o de Romelu Lukaku, do Everton. Os rumores aumentaram depois da declaração de Diego Costa, principal atacante do Chelsea na temporada, que revelou a fala com Conte e que o técnico não contava mais com ele para a próxima temporada. Agora, a pergunta é para onde Diego Costa vai, mas também quem vem para o seu lugar.

Foram 25 gols de Lukaku na Premier League na temporada e um interesse antigo do clube levar de volta o belga. Sim, porque ele foi contratado pelo Chelsea em 2011, aos 18 anos, mas nunca ganhou o devido espaço para aparecer e evoluir. Foi vendido depois de três anos e alguns empréstimos – o último deles justamente para o clube de Merseyside.

“O Chelsea trouxe esse jogador como um jovem e talvez fosse cedo demais e por que ele não teve chances eu não sei”, declarou Lampard. “Mas eu gosto da sua atitude, o jeito que ele joga e é muito determinado. Eu lembro de treinar com ele e ele estava sempre praticando e queria marcar mais gols. Eu respeito caras assim”, analisou o ex-meio-campista. “Eu acho que ele merece o melhor e se Diego Costa sair e eles quiseram alguém parecido em termos de estilo de um cara grande que marca gols, então Lukaku já provou que pode fazer isso”.

Lampard também comentou a situação de John Terry, seu grande companheiro no clube. Depois da despedida do Chelsea, Terry é alvo de interesse de vários clubes, alguns da Premier League, e especula-se que já haja propostas na sua mão de Birmingham e Aston Villa. Sempre há a possibilidade também de ir para o exterior, como Lampard fez ao se transferir ao New York City, na MLS.

“Eu não falei com ele, não estou em posição de dar conselhos porque para mim as decisões são completamente pessoais”, disse Lampard. “Eu sei quando eu tive que tomar minhas decisões no final da minha carreira, elas são as mais difíceis, porque é fácil quando você tem 25 anos e você recebe ofertas de contratos para ir a lugares que você quer viver por cinco anos”.

“Isso muda quando você fica mais velho. Para John, não é só uma questão de futebol, é uma questão de família, é o seu corpo e como você se sente sobre tudo. Tudo que eu posso dizer é que se ele ainda sente o desejo e sente que está pronto para jogar, então continue, porque você passa muito tempo aposentado”, aconselhou Lampard.

Depois de ver o seu contrato com o Chelsea se encerrar, Lampard fechou com o New York City em 2014, mas voltou à Inglaterra para passar uma temporada emprestado ao Manchester City, dos mesmos donos do clube americano. E Lampard recomendaria jogar na MLS.

“Se alguém como John Terry está pensando em jogar lá, e para todos os outros jogadores, eu só teria grandes coisas para dizer sobre isso”, declarou o ex-jogador da seleção inglesa. “Vá lá e jogue. O modo de vida por lá é brilhante, a maioria dos estádios está lotado toda semana. Está crescendo rápido e eu só tenho coisas positivas para dizer”, disse Lampard.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo