Premier League

Klopp: “Mesmo em Liverpool provavelmente só 50% torcem por nós”

Treinador alemão respondeu com bom humor sobre as declarações de Guardiola que “o país inteiro está torcendo pelo Liverpool” na disputa do título da Premier League

O técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, respondeu com bom humor as declarações do técnico Pep Guardiola, do rival Manchester City, em disputa pelo título da Premier League. O catalão disse que “o país todo estava torcendo para o Liverpool”, além de dizer que apesar da grande história dos Reds, eles só ganharam um título da liga em 30 anos, ao contrário do próprio City, que pode conquistar o quarto título da liga em cinco anos.

“Eu vivo em Liverpool, então sim, muitas pessoas querem que ganhemos a liga, isso é verdade, mas mesmo aqui, é provavelmente só 50%”, disse o treinador na sua coletiva de imprensa nesta segunda-feira. Ele se referia aos torcedores do Everton, que fica também em Liverpool e, evidentemente, torcem contra o rival de cidade.

“Como técnico, e tive essa experiência recentemente depois de um jogo (contra o Tottenham), somos muito influenciados pelo jogo, a situação, eu disse – e não diria isso de novo – depois da partida que ‘eles jogam como jogam e ainda estão em quinto’. Foi apenas o meu sentimento no momento e não poderia respeitar mais Antonio (Conte, técnico do Tottenham) e o que ele está fazendo”, continuou o treinador.

“Depois de ser eliminado da Champions League, já é difícil o suficiente de lidar, mas então, é claro, o Liverpool chegou à final. Você tem esse tipo de coisa, ‘eles jogaram contra o Villarreal e nós jogamos contra o Real Madrid’ e você diz o que diz. Ele (Guardiola) está certo, eu estava certo sobre o quinto lugar e o Tottenham, ele estava certo que só ganhamos a Premier League uma vez (em 30 anos)”.

“Eu não faço ideia se o país todo está torcendo por nós, não é o sentimento que tenho quando vou aos lugares, na verdade é o contrário. Talvez ele sabe mais sobre isso que eu”, disse Klopp rindo.

O Liverpool precisa que o Manchester City perca ao menos um jogo para que consiga alcançar os pontos do rival. “Está claro que a briga não acabou porque os dois têm três jogos para jogar e minha preocupação é como podemos ganhar os jogos”, disse o treinador.

“Não temos absolutamente em nenhuma influência em como o City joga seus jogos, mas antes de serem jogados, não devemos somar pontos. Não fazemos isso e tenho certeza que o City não está fazendo isso. Enquanto for alcançáveis, por que devemos parar de acreditar?”, declarou o alemão.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo