Premier League

Jesus marca no fim, mas não evita mais um tropeço custoso ao Manchester City

O Manchester City continua o seu caminho errante na Premier League. Muitos esperavam uma vitória do time de Pep Guardiola na visita ao Middlesbrough, no Estádio Riverside. Contudo, os Citizens não passaram do empate com o adversário ameaçadíssimo pelo rebaixamento, e podem se dizer com sorte. O Boro esteve duas vezes em vantagem no placar e o primeiro gol dos visitantes só aconteceu graças a um pênalti inexistente assinalado pelo árbitro. No final, Gabriel Jesus evitou um prejuízo maior com o 2 a 2 no placar, ainda que este não seja o melhor resultado. Os mancunianos jogam fora a oportunidade de ultrapassar o Liverpool e de abrir vantagem sobre o Manchester United, estacionando na quarta colocação.

Apesar do favoritismo do outro lado, o Middlesbrough encarou o City no olho e terminou o primeiro tempo em vantagem. A lei do ex pesou aos 38 minutos, com Álvaro Negredo balançando as redes. Logo no início do segundo tempo, Guardiola já queimou duas substituições, botando na equipe Raheem Sterling e Leroy Sané. Coube ao alemão forçar o pênalti que concedeu o empate, aos 24 minutos. O lance gerou muita revolta nos jogadores alvirrubros, mas nada que tenha sensibilizado o árbitro. Na cobrança, Sergio Agüero deixou tudo igual.

Diante da pressão dos Citizens, a virada parecia questão de tempo. No entanto, o Middlesbrough marcou o segundo gol antes. Após cobrança de falta de Stewart Downing, Negredo tentou, mas a bola sobrou para Callum Chambers anotar. Por fim, coube a Gabriel Jesus definir o marcador. O brasileiro começou como titular pela primeira vez desde que se recuperou de lesão, acompanhando Agüero na dupla de ataque. Tinha uma atuação pouco destacável, apesar de quase marcar nos primeiros instantes, até ressaltar sua estrela a cinco minutos do fim. Cruzamento do argentino que ele completou de cabeça. O garoto ainda ameaçaria mais duas vezes, mas a virada não seria possível.

O empate não ajuda muito a situação do Manchester City. A equipe segue em situação instável, brigando pela vaga na Liga dos Campeões, mas à mercê de seus vacilos. Manchester United e Arsenal permanecem em seu encalço, enquanto o Liverpool pode recuperar parte de sua vantagem logo à frente nesta segunda, quando visita o Watford. As últimas quatro rodadas não são tão desafiadoras aos mancunianos, com três partidas em casa, embora só peguem times “chatos”: Leicester, Crystal Palace, West Brom e Watford. Precisarão ser mais efetivos para segurar o quarto lugar. E, quem sabe, contar com um pouco mais do oportunismo de Jesus.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo