Premier League

Ibrahimovic e mais nove rostos conhecidos da Premier League que estão sem contrato

A temporada europeia chegou ao fim e está na hora de os clubes projetarem as disputas dos próximos campeonatos. Isso envolve mexer no elenco, trazer novos rostos e dispensar outros que, segundo a avaliação particular de cada treinador, não podem mais lhes ajudar ou não compensam o gasto. A Premier League divulgou, em seu site oficial, a lista de atletas que ficaram sem contrato depois do último Campeonato Inglês, e há vários rostos conhecidos.

LEIA MAIS: Liverpool, 125 anos: The Kop, a arquibancada que nunca deixou o clube caminhar sozinho

O mais famoso é obviamente Ibrahimovic, cuja saída do Manchester United foi confirmada por essa relação. O sueco busca um novo clube – ou até mesmo um futuro novo contrato com os Red Devils – enquanto se recupera da uma lesão no joelho. Deve voltar à ativa apenas no começo do ano que vem. Selecionamos outros nove jogadores que podem interessar clubes que buscam experiência e negócios baratos para os desafios da próxima temporada.

Zlatan Ibrahimovic, 35 anos – 46 jogos (3.847 minutos) – 28 gols

Ibrahimovic sofreu uma séria lesão no joelho, em abril, e só deve voltar à ação no começo do ano que vem, quando terá 36 anos. O Manchester United achou melhor não fazer valer a opção que tinha para estender o contrato do sueco por mais uma temporada. Apesar de o atacante ter marcado 28 gols para os Red Devils, contribuindo para os títulos da Copa da Liga e da Liga Europa, seria arriscado comprometer-se com um jogador que passará mais da metade do vínculo no estaleiro. Além disso, apesar de Ibra ser um touro fisicamente, já tem idade avançada e não dá para saber a forma em que ele estará quando retornar aos gramados. De acordo com a BBC, ele completará a sua recuperação no United e um novo acordo no futuro é uma possibilidade.

John Terry, 36 anos – 15 jogos (912 minutos) – 1 gol

John Terry, despedindo-se do Chelsea (Foto: Getty Images)
John Terry, despedindo-se do Chelsea (Foto: Getty Images)

John Terry atuou pouco durante a temporada brilhante do Chelsea, campeão inglês, e deixou o clube para trás, após 19 anos de dedicação, com uma bonita despedida. Aos 36 anos, a dúvida é se seguiria jogando em outro time ou penduraria as chuteiras, mas o zagueiro parece ainda ter um pouco mais de futebol profissional dentro dele. Segundo o Telegraph, o Bournemouth está atrás da assinatura do ex-capitão da seleção inglesa. Terry jogou apenas 15 vezes sob o comando de Antonio Conte, somando pouco mais de 900 minutos em campo, ou dez partidas completas.

Martin Cáceres, 30 anos – 1 jogo (90 minutos) – 0 gols

Cáceres, com a seleção do Uruguai (Foto: Getty Images)
Cáceres, com a seleção do Uruguai (Foto: Getty Images)

Ex-jogador de Barcelona e Juventus, Cáceres durou muito pouco no Southampton. Deixou a Velha Senhora no meio do ano passado e assinou com o clube inglês apenas no último mês de fevereiro e, em maio, já havia notícias de que seria dispensado. Seu nome apareceu na lista divulgada pela Premier League, nesta sexta-feira, confirmando que o uruguaio está em busca de um novo clube. Cáceres disputou apenas uma partida pelos Saints, na vitória por 2 a 1, contra o Middlesbrough, em 13 de maio. Antes disso, seu último jogo competitivo havia sido contra o Genoa, ainda pela Juve, em março de 2016, antes de sofrer uma lesão no tendão de Aquiles.

Mathieu Flamini, 33 anos – 13 jogos (538 minutos) – 0 gols

"Gael, eu fui dispensado", "Eu também, Mathieu!" (Foto: Getty Images)
“Gael, eu fui dispensado”, “Eu também, Mathieu!” (Foto: Getty Images)

Enquanto não está tentando revolucionar a indústria de energia, Flamini bate uma bola profissionalmente e busca um novo clube. Foi um reserva exemplar do Crystal Palace, com apenas três jogos como titular na Premier League e outros três na Copa da Inglaterra. Aos 33 anos, ainda tem lenha para queimar, mas é a segunda temporada seguida em que ele é dispensado: em julho do ano passado, não teve seu contrato renovado com o Arsenal, para o qual havia retornado em 2013.

Yaya Sanogo, 24 anos – 0 jogos – 0 gols

Contratado do Auxerre, em 2013, Yaya Sanogo defendeu o Arsenal em apenas 20 partidas, com um único gol marcado em quatro anos, esse aí de cima, contra o Borussia Dortmund, pela Champions League. Teve períodos de empréstimo para Crystal Palace, Charlton e Ajax e passou a última temporada inteira machucado. Não teve seu contrato renovado com os Gunners. Sua última partida competitiva foi em abril do ano passado, pelo Charlton, na segunda divisão inglesa.

John O’Shea, 36 anos – 30 jogos (2.256 minutos) – 1 gol

John O'Shea (Foto: Getty Images)
John O’Shea (Foto: Getty Images)

O versátil defensor irlandês ainda atua com frequência. Disputou 30 partidas pelo Sunderland, na última temporada, 27 como titular. Acabou dispensado junto com vários outros jogadores, depois do rebaixamento dos Black Cats para a segunda divisão. Aos 36 anos, pode até mesmo contemplar a aposentadoria, após uma carreira plena, com cinco títulos ingleses pelo Manchester United.

Victor Anichebe, 29 anos – 19 jogos (1.306 minutos) – 3 gols

Victor Anichebe (Foto: Getty Images)
Victor Anichebe (Foto: Getty Images)

Anichebe é outro que deixa o Sunderland e outro que emenda duas dispensas seguidas. Não teve o contrato renovado com o West Brom, que havia pagado £ 5 milhões para contratá-lo do Everton, em 2013, e assinou com os Black Cats. Três gols em 19 partidas não foram o suficiente para que o atacante que defendeu a seleção nigeriana 11 vezes fizesse parte dos planos para a disputa da segunda divisão.

Gael Clichy, 31 anos – 39 jogos (3.178 minutos) – 2 gols

Clichy, do City (Foto: Getty Images)
Clichy, do City (Foto: Getty Images)

A barca que deixou o Manchester City está cheia de jogadores conhecidos: Zabaleta, Caballero, Sagna, Jesus Navas e Clichy. Todos constam na lista de dispensa publicada pela Premier League. Os mais jovens são Navas e Clichy, mas o primeiro está muito próximo do Sevilla. O segundo está na pista e ainda pode ser um lateral esquerdo muito útil para equipes médias e pequenas. Entrou 39 vezes em campo na última temporada pelos Citizens.

Shay Given, 41 anos – 6 jogos (540 minutos) – 14 gols sofridos

Given, do Sunderland (Foto: Getty Images)
Given, do Sunderland (Foto: Getty Images)

O experiente goleiro irlandês, que defendeu a sua seleção 134 vezes, está naquela fase em que serve de apoio para o titular. Foi assim nos seus dois anos pelo Stoke City. Foi utilizado nas cinco primeiras rodadas da última Premier League, no lugar do machucado Jack Butland, mas sofreu 14 gols nessas partidas e foi preterido por Lee Grant, outro veterano. Aos 41 anos, será que tem disposição para mais uma temporada?

Arouna Koné, 33 anos – 9 jogos (105 minutos) – 2 gols

Arouna Koné, do Everton (Foto: Getty Images)
Arouna Koné, do Everton (Foto: Getty Images)

Para ser justo com o veterano atacante que defendeu a seleção marfinense na Copa do Mundo de 2006, sua média de gols é bem boa: um a cada 52 minutos e meio em campo. Mas os dois tentos vieram em um único jogo da Copa da Liga Inglesa, contra o Yeovil Town, da quarta divisão. Koné atuou muito pouco em sua última temporada pelo Everton, quatro anos depois de chegar do Wigan, por £ 6 milhões. Não fez nenhuma partida como titular e o máximo que conseguiu foram 22 minutos contra o Tottenham, na primeira rodada da Premier League.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo