Premier League

Guardiola: “Klopp me ajudou. Os seus times me ajudaram a ser um técnico melhor”

Antes do 22º duelo entre eles, Guardiola afirmou que o desafio apresentado pelos times de Klopp o tornou um técnico melhor e é um dos motivo que o mantêm na profissão

A primeira grande rivalidade de Pep Guardiola foi com José Mourinho. Quando Guardiola se mudou para a Alemanha, e com a certa decadência do português, Jürgen Klopp assumiu esse papel, e os confrontos entre eles apenas se intensificaram na Premier League. No próximo domingo, estarão novamente frente a frente, e Guardiola não poderia ter feito um elogio maior a Klopp.

A partida do próximo domingo será a 22ª entre eles, e o confronto está empatado: nove vitórias para cada um, com três empates. O retrospecto recente é favorável a Guardiola, que não perde de Klopp desde 2019 e ganhou o último duelo, em Anfield, por 4 a 1. O jogo do fim de semana será novamente no estádio do Liverpool, mas com uma diferença fundamental: arquibancadas cheias.

Segundo Guardiola, o desafio apresentado pelos times de Klopp o ajudou a se tornar um técnico melhor. “Ele me ajudou. Seus times me ajudaram. Ele me deu um outro nível para pensar sobre, me provar, o que eu preciso fazer para ser um treinador melhor com nossos times para tentar vencer os dele. É o motivo pelo qual ainda estou nessa profissão”, afirmou.

“Há alguns treinadores, e Jürgen é um deles, que me desafiam a dar um passo à frente. Temos muitos anos, muitas competições juntos. Todo jogo foi bom, dois times com a mesma ideia, de marcar gols de maneiras diferentes; mais rápido que nós, mas da mesma maneira para vencer os jogos”, completou.

O Liverpool chega ligeiramente mais em forma para enfrentar o Manchester City, mas Klopp ainda considera o adversário o melhor time da Europa no momento e ficou impressionado pela vitória do último fim de semana, contra o Chelsea. “O Chelsea é bom, mas o City foi claramente melhor. É esse o time que temos para enfrentar. Temos que marcar, mas também temos que defender no nosso melhor nível. É um jogo grande no domingo”, disse.

“O Manchester City é incrível. Perderam do PSG, e eu disse que eles se recuperariam, mas eu revi o jogo e eles não precisam. Eles não aproveitaram as chances, e o PSG marcou. Como o Manchester City dominou diz muito sobre a sua qualidade. Temos que jogar da maneira certa”, completou.

Klopp não terá Trent Alexander-Arnold para a partida e deve utilizar novamente James Milner na lateral direita, embora Neco Williams e Joe Gomez sejam opções. Guardiola segue sem poder contar com Gündogan e Oleksandr Zinchenko. Na tabela, o Liverpool tem um ponto a mais do que o City, após seis rodadas.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo