Premier League

Guardiola e Klopp mandam a mesma mensagem: quem quiser ser campeão tem que vencer todos os jogos até o fim da Premier League

Guardiola disse que o Liverpool está vivo na briga pelo título, e Klopp avaliou que o seu time precisa ser "perfeito" para ser campeão

Pep Guardiola afirmou que o Manchester City deixou o Liverpool “ter vida” na briga pelo título do Campeonato Inglês, e Jürgen Klopp avalia que o seu time precisa ser “perfeito” para vencer as últimas sete rodadas, único cenário em que teria uma chance de conquistar a Premier League contra “uma equipe fantástica”.

Os dois treinadores trocaram elogios antes do confronto direto do último domingo e não foi diferente após o incrível empate por 2 a 2 no Etihad Stadium que manteve a diferença de um ponto entre os líderes da Inglaterra – que se encontrarão novamente no próximo sábado pela semifinal da FA Cup.

“Foi um jogo fantástico, os dois times tentando ganhar. Eu senti que permitimos que eles tenham vida daqui para a frente, mas é uma alegria ver o Liverpool. Eu sei o quanto eles são bons e não há dúvida sobre isso, mas eu estou muito orgulhoso do meu time. Eu disse cabeça erguida, anunciar para o mundo como jogamos bem”, disse Guardiola.

“Nós jogamos incrivelmente bem. Não conseguimos ganhar, mas assim é o futebol. Isso pode acontecer. Todo ano estamos aqui na Premier League, vemos o Liverpool na Premier League e na Champions League, sabemos como eles criam chances. Concedemos algumas e criamos várias contra eles. Talvez na última ação não tenhamos conseguido, mas, no geral, estou muito orgulhoso do meu time”, acrescentou.

Klopp disse que sabia em janeiro que, se quisesse ser campeão, teria que ganhar 18 jogos, e se havia um empate permitido, seria justamente no Etihad Stadium contra o Manchester City. Foi o primeiro jogo de Premier League que o Liverpool não ganhou desde o segundo dia do ano. Eram dez vitórias consecutivas.

“Temos que praticamente ser próximo das perfeição para de alguma maneira vencer sete jogos de Premier League, o que é absolutamente insano, mas obviamente é a única maneira de vencer este time. Se for for suficiente, porque não sabemos também, o City pode vencer todos os seus jogos”, afirmou Klopp.

“Temos duas partidas enormes agora, Benfica na quarta-feira (pela Champions League) e o City novamente no sábado, e depois disso realmente começa quando temos que estar prontos para nossos dérbis (próximas duas rodadas do Liverpool são em Anfield contra Manchester United e Everton). É legal, é bom. Estamos onde queríamos estar. Estamos próximos de um time incrível e meus rapazes mostraram que também somos muito, muito bons”, completou.

Guardiola, como Klopp, havia enfatizado antes da partida que por mais importante que fosse, não seria decisiva para o título e também disse que o objetivo é ganhar as últimas sete rodadas. “Sabemos que o adversário lutará até o fim. Sabemos que se tropeçarmos uma vez não seremos campeões. Jogamos contra Brighton e Watford e sabemos que, se empatarmos, não seremos campeões. Será difícil. Mas para eles também. Eles também têm que ganhar todos os jogos. Temos que ganhar sete partidas ou acabou. Jogaremos para isso”, disse.

Depois de Manchester United e Everton em casa, o Liverpool enfrenta Newcastle (F), Tottenham (C), Aston Villa (F), Southampton (F) e Wolverhampton (C). O City tem Brighton (C), Watford (C), Leeds (F), Newcastle (C), West Ham (F), Aston Villa (C) e Wolverhampton (F), ainda sem data.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo