Premier League

Guardiola: “A morte de Maradona é um momento difícil a Agüero, especialmente por seu filho”

O adeus a Diego Maradona tocou jogadores de futebol ao redor de todo o mundo, mas um atleta em especial tem seu envolvimento direto com o luto. Sergio Agüero foi casado com uma das filhas do craque durante quatro anos e é pai de Benjamin, primeiro neto de Maradona. Segundo Pep Guardiola, o atacante está passando por um momento delicado, especialmente para lidar com a dor do menino de 11 anos. Ainda assim, Kun segue em frente em seu trabalho no Manchester City.

Agüero se manteve com o time na última quarta, quando Maradona faleceu. O atacante se preparava ao jogo contra o Olympiacos quando recebeu a notícia e integrou a equipe em Pireu. Começou a partida no banco de reservas, entrando em campo durante os minutos finais do encontro. O atacante precisou consolar seu filho à distância, já que permaneceu na Europa e retornou à Inglaterra, preparando-se à próxima rodada da Premier League.

“É difícil para mim falar sobre seus sentimentos. O jogo contra o Olympiacos foi duro para ele. É um momento difícil, especialmente por seu filho. Sergio conhecia bem Maradona e Diego era o avô de seu filho. É uma situação triste, mas ele está bem no momento”, declarou Guardiola, durante coletiva de imprensa nesta sexta. O City volta a campo contra o Burnley neste sábado.

Agüero também trabalha em sua recuperação física, depois de perder boa parte dos jogos do Manchester City em 2020, por conta de uma cirurgia no joelho. O jogador também sofreu uma lesão na coxa durante o último mês, enquanto tentava chegar à forma ideal. O argentino disputou apenas duas partidas nesta Premier League, além de duas pela Champions League. Sua volta é importante ao momento do City, com resultados inconsistentes neste início de temporada.

“Tenho certeza que Sergio nos dará bons momentos nesta temporada. Ele não está em suas melhores condições. Precisamos lembrar o longo tempo em que ele permaneceu afastado do time. Sergio precisa estar em forma, mas não temos dúvidas quanto a isso. Precisa de tempo, sessões de treinamento e minutos em campo. Ele tem sete meses pela frente para mostrar a sua recuperação”, apontou Guardiola.

O treinador chegou a prestar tributo a Maradona e contou como acompanhava o craque nos tempos em que o argentino vestia a camisa do Barcelona. Depois do jogo contra o Olympiacos, Guardiola afirmou que seus pensamentos se direcionavam primeiro a Agüero e Benjamin, antes de exaltar a qualidade de Diego e enviar um abraço à família em nome do Manchester City.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.