Três dias depois de o governo britânico anunciar que os torcedores seriam recebidos novamente nos estádios em número reduzido, o novo sistema de níveis de circulação do Coronavírus por região foi divulgado, liberando cidades como Londres e Liverpool para receber público nas arquibancadas, mas não Manchester.

Durante o anúncio feito na segunda-feira (23), diante da Câmara dos Comuns, Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, havia anunciado que um sistema de níveis seria divulgado para determinar quais cidades poderiam ter novamente espectadores nos estádios. No nível 1, seriam permitidas até quatro mil pessoas ou 50% da capacidade do local, qualquer que fosse o menor número. No nível 2, mantinha-se a taxa de ocupação, mas com limite de mil espectadores. Por fim, no nível 3, de maior circulação ativa do vírus, segue a proibição atual de público.

Nesta divisão, apenas três áreas entraram no nível 1, Cornwall, Isles of Scilly e Isle of Wight, nenhuma delas com clubes na Premier League ou na Football League. Já no nível 2, aparecem quatro cidades com equipes na primeira divisão: Londres, Liverpool, Brighton e Southampton. Desta forma, Arsenal, Brighton, Chelsea, Crystal Palace, Everton, Fulham, Liverpool, Southampton, Tottenham e West Ham poderão receber públicos de até duas mil pessoas.

O restante dos clubes da Premier League ainda estão em zonas classificadas dentro do nível 3 e deverão esperar sua situação sanitária melhorar: Aston Villa, Burnley, Leeds, Leicester City, Manchester City, Manchester United, Newcastle, Sheffield United, West Bromwich e Wolverhampton.

Os níveis deverão ser reavaliados em meados de dezembro, cabendo às regiões diminuírem a circulação do vírus para possibilitar que seus clubes de futebol possam enfim ter o público de volta ou, no caso daqueles do nível 2, receber até quatro mil pessoas por jogo.