Premier League

Eriksen comemora volta ao futebol: “Passar pelo que passei e estar de volta é uma sensação maravilhosa”

Foram 259 dias desde o seu último jogo, pela Dinamarca, até Eriksen voltar a entrar em campo pelo Brentford, neste sábado

O sábado foi um dia de derrota do Brentford para o Newcastle na Premier League por 2 a 0, mas nem tudo foi notícia ruim para o clube. Foi neste sábado também que Christian Eriksen voltou a campo pela primeira vez depois de 259 dias após o colapso em campo pela seleção da Dinamarca, na Eurocopa. Ele entrou em campo aos 52 minutos e foi um momento emocionante no Brentford Community Stadium.

O técnico do Brentford, Thomas Frank, prometeu que Eriksen entraria em campo na partida contra o Newcastle. O jogo não foi como a torcida esperava, com uma derrota por 2 a 0 que prejudicou o time na luta contra o rebaixamento, mas ainda causou muita emoção a quem estava no estádio. A entrada do dinamarquês em campo vai além do resultado e foi um momento de ficou acima até do esporte.

Quando Eriksen entrou em campo, foi uma ovação no estádio para o meia, e não só da torcida do Brentford, mas também pelos torcedores do Newcastle, visitantes no estádio. Ainda houve uma curiosidade: ele substituiu o compatriota Mathias Jensen, que foi justamente quem o substituiu na seleção dinamarquesa naquele dia 12 de junho de 2021, no jogo da Eurocopa.

Eriksen foi capa da match-day programme, a revista do dia do jogo, algo muito comum no futebol inglês. Na entrevista dada à revista, o meia comentou aquele momento. “Lembro de tudo. Exceto aqueles minutos que eu estava no céu”. Ele admitiu que “saiu deste mundo por cinco minutos” e agora volta a jogar com um Cardioversos Desfibrilador Implantável (CDI), que atua em caso de uma parada cardíaca.

É proibido que atletas profissionais usem CDI na Itália, razão pela qual o jogador precisou rescindir o seu contrato com a Internazionale. Na Inglaterra, não há qualquer restrição de uso do CDI. O ex-jogador do Manchester United, Daley Blind, atualmente no Ajax, usa um e Eriksen conversou com ele quando soube que também teria que usar.

“Sou um cara feliz”

“Se você tirar o resultado, sou um cara feliz. Passar pelo que eu passei e estar de volta é um sentimento maravilhoso. Thomas não me disse muita coisa [quando entrou em campo]. Tenho falado com ele todos os dias nas últimas semanas. Ele apenas me disse boa sorte e aproveite o jogo”.

“Você nunca pode prever um jogo. Não acho que ninguém previu estarmos com 10 jogadores tão cedo. Os caras fizeram o que puderam. Foi uma boa luta no fim”, analisou ainda Eriksen sobre o jogo, que acabou de forma decepcionante para o Brentford.

“Foi muito especial. Eles cuidaram bem de mim. Todo mundo está muito feliz sobre isso e todo mundo tem sido muito prestativo. Todo mundo está aqui. Minha família, meus pais, meus filhos, minha sogra e alguns dos médicos que tem me ajudado de um lado para outro. O que eles passaram e ainda passam é ainda mais difícil do que eu passei”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo