Premier League

Em confronto pelas primeiras posições, Chelsea e Aston Villa se anulam em 1 a 1

Depois de três derrotas nos últimos quatro jogos, o Chelsea precisava dar uma resposta, e o confronto direto pelas primeiras posições com a sensação Aston Villa era uma boa oportunidade de o time de Frank Lampard mostrar competitividade. O equilíbrio entre as duas equipes na tabela, por fim, acabou sendo visto também em campo, e os Blues não conseguiram sair do 1 a 1 com os Villans.

Como prometido por Frank Lampard, o Chelsea foi para o jogo com seis mudanças em relação ao time que havia perdido para o Arsenal por 3 a 1 apenas dois dias atrás. Permaneceram na equipe titular Édouard Mendy, Ben Chilwell, Mason Mount, N’Golo Kanté e Christian Pulisic. Do lado do Aston Villa, apenas uma mudança foi feita em comparação com o time que venceu o Crystal Palace por 3 a 0 também há dois dias: Tyrone Mings, expulso, foi substituído por Ezri Konsa.

Apesar do pouquíssimo tempo de descanso, os Villans conseguiram se provar um adversário formidável ao Chelsea, com o empate em 1 a 1 sendo uma representação justa do duelo, marcado por chances para ambos os lados.

Aos seis minutos, Grealish testou Édouard Mendy com um chute da intermediária, forçando o goleiro a espalmar para escanteio. A primeira grande ocasião do duelo, no entanto, foi dos Blues. Pulisic aproveitou passe errado de Grealish, avançou à área e bateu forte, rente à trave esquerda de Martínez, aos 12 minutos.

Em um pequeno intervalo de tempo, o Chelsea intensificou suas ações e passou a assustar o Aston Villa. Aos 32, Azpilicueta cruzou na área, Giroud tentou a finalização, e Pulisic, dentro da pequena área, pegou a sobra, arriscou uma puxeta e mandou por cima do gol, desperdiçando grande chance. O gol, no entanto, não demoraria a aparecer.

Aos 34 minutos, Giroud fez o pivô, tocando para Pulisic, que abriu com Chilwell. O lateral cruzou milimetricamente para Giroud, a meia altura, e o francês se ajeitou para acertar um peixinho fora do alcance de Martínez e abrir o placar.

Na volta do intervalo, o Aston Villa foi rápido na resposta. Aos cinco minutos, Grealish abriu o jogo com o lateral Matty Cash pela direita, foi à área e atraiu a atenção da marcação. Sozinho, Anwar El Ghazi apareceu às costas de Azpilicueta para completar de primeira o cruzamento de Cash, mandando entre as pernas de Mendy e fazendo 1 a 1.

Esbarrando na barreira defensiva imposta pelos visitantes, o Chelsea buscava os lados do campo para tentar levantar a bola na área, além de arriscar chutes de longa distância. Não teve muitas oportunidades no segundo tempo, mas chegou a comemorar brevemente o que seria o gol da vitória aos 21 minutos da etapa final, quando Azpilicueta pegou rebote de cruzamento de Hudson-Odoi e mandou para o gol. No entanto, Pulisic que havia inicialmente finalizado, dando o rebote ao espanhol, estava em posição de impedimento, e o gol não foi validado.

O Aston Villa teve as duas melhores chances de sair com a vitória no segundo tempo. Primeiro com McGinn, que, aos 24, mandou uma bomba de longa distância e fez tremer o travessão de Mendy. Mais tarde, aos 37, Jacob Ramsey, que havia acabado de entrar, logo em seu primeiro toque na bola chutou com perigo, à esquerda do gol de Mendy, fazendo a bola raspar a trave.

Mesmo as alterações feitas por Lampard na metade do segundo tempo, promovendo a entrada de Werner e Havertz nos lugares de Giroud e Jorginho, não mudaram a história do jogo. Em uma rara boa oportunidade já no fim, Chilwell completou cruzamento de Hudson-Odoi com um sem-pulo cheio de plasticidade, mas a bola passou apenas rente à trave esquerda do Aston Villa.

Cinco rodadas atrás, o Chelsea ocupava o terceiro lugar com apenas dois pontos a menos que os então líderes, Tottenham e Liverpool. Desde então, conquistou apenas uma vitória e um empate, o desta segunda-feira, e a queda de rendimento é sentida também na tabela. Os Blues estão agora no 6º lugar, atrás de equipes com menos jogos realizados, como Everton, com um a menos, e Manchester United e o próprio Aston Villa, com dois a menos.

Os Villans de Dean Smith dão sequência a seu início dos sonhos na Premier League, ocupando a quinta colocação com três pontos a menos que o vice-líder Leicester e dois jogos a menos que as raposas.

Classements proposés par SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo