Premier League
Tendência

Crystal Palace segue tendência de veteranos com Roy Hodgson

Não é só Felipão: Aos 75 anos, Roy Hogdson salvou Crystal Palace do rebaixamento e renova até 2024, confirmando tendência de aposta em treinadores veteranos

Apostar em treinadores veteranos tem sido uma tendência. O Huddersfield chamou Neil Warnock no meio da temporada e o veterano, de 74 anos, salvou o time do rebaixamento. Ganhou mais um ano para comandar o clube. Agora é o Crystal Palace que segue o mesmo caminho: anunciou nesta segunda-feira a permanência de Roy Hodgson como seu técnico, aos 75 anos, até o fim da temporada 2023/24.

Hodgson, um técnico de incrível experiência, com trabalhos na Suécia, na Itália e na seleção inglesa, voltou ao Crystal Palace em março, de forma temporária, para salvar o time do rebaixamento. Teve sucesso, guiando o time para longe da disputa contra a queda para a segunda divisão durante a temporada 2022/23, terminando em 11º lugar — à frente até do Chelsea, 12º.

O treinador já tinha sido treinador do Crystal Palace de 2017 a 2021. Depois, teve uma rápida passagem pelo Watford antes de, inicialmente, se aposentar. Mas decidiu retornar com o chamado do Crystal Palace e, com o sucesso que conseguiram repetir, recebeu a proposta para continuar: mais um ano de contrato em Selhurst Park. Ele aceitou. Continuará no comando do Palace até junho de 2024.

  • É a segunda passagem de Roy Hodgson como treinador do Crystal Palace
  • Ele se aposentou em 2022, depois de passagem pelo Watford, mas decidiu voltar em 2023 a pedido do Crystal Palace
  • Roy Hdgson será o treinador mais velho da Premier League na temporada 2023/24 aos 75 anos

Objetivo agora é a metade de cima da tabela

“Estou imensamente satisfeito e orgulhoso em estender o meu tempo no Crystal Palace e gostaria de agradecer o presidente e o diretor esportivo pela sua confiança contínua em mim”, afirmou Hodgson. “Eu sei que elenco fantástico temos aqui. É uma boa mistura de juventude e potencial, junto com jogadores experiências e com pedigree de Premier League e internacional”.

“Falei com o presidente longamente e concordamos que temos que ser ambiciosos em tirar o máximo de um talento como esse. Assim, estabelecemos o objetivo de terminar na metade superior da tabela, o que eu acredito que é eminentemente possível com um grupo fabuloso de jogadores e dos mais magníficos torcedores que apoiam o time a cada semana”, continuou o treinador.

“O currículo de Roy como técnico fala por si. Seu retorno mais cedo neste ano com Ray Lewington e com Paddy McCarthy como auxiliar produziu um retorno fantástico tanto em resultados quanto em ter desempenhos com estilo, nos ajudando a subir na tabela e conseguir reconhecimento internacional para os nossos jogadores”, afirmou o presidente do Crystal Palace, Steve Parish.

“A nomeação de Roy para mais uma temporada permitirá que ele e a equipe comecem uma pré-temporada completa e continuem com o magnífico momento que se desenvolveu desde seu retorno”, continuou o dirigente.

Na Itália, o veterano Ranieri levou o Cagliari ao aceso

O Cagliari conseguiu um acesso espetacular diante do Bari, com gol nos acréscimos, que levou o seu técnico às lágrimas. O técnico? Claudio Ranieri, 71 anos, de passagens em tantos clubes e com o incrível sucesso no Leicester campeão da Premier League no currículo. Ele teve o seu contrato renovado até 2025 e vai comandar o time na Serie A na temporada 2023/24.

Felipão seguiu a tendência de técnicos veteranos no Brasil

Não só na Inglaterra tem se apostado em veteranos. No Brasil, o Atlético Mineiro decidiu por Luiz Felipe Scolari, o Felipão, para ser seu técnico após a saída de Eduardo Coudet. Veterano de 74 anos, fez um bom trabalho à frente do Atheltico Paranaense e tinha se aposentado dos gramados. Mas não resistiu à proposta do Galo para voltar a ser treinador.  

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo