Champions LeaguePremier League

Courtois: “Eu e muitos jogadores do Chelsea estamos famintos para ganhar a próxima Champions”

As últimas lembranças de Thibaut Courtois na fase final da Champions League são de três anos atrás, quando ele ainda defendia a meta do Atlético de Madrid e era titular de Diego Simeone na fatídica reviravolta do Real Madrid sobre os colchoneros. O goleiro do Chelsea também esteve presente na edição passada da competição, tendo sido eliminado com os Blues nas oitavas de final, para o PSG. Mas as memórias do belga evocam mesmo a final no Estádio da Luz, onde o Atleti chegou muito perto de encostar na Orelhuda, mas foram os merengues que levantaram ela. Com o Chelsea tendo garantido a vaga na Champions e depois sagrando-se campeão inglês, na última sexta-feira, Courtois citou o revés que viveu em 2014 para falar sobre a ‘fome' que ele (e muitos jogadores do Chelsea) tem de vencer a competição europeia.

LEIA MAIS: Um grito de campeão esperado e incontestável: O Chelsea volta a reinar na Premier League

“Obviamente, no próximo ano nós teremos um novo objetivo com a Champions League vindo aí para nós. Já tem um tempo desde que o Chelsea venceu o torneio e eu perdi o título no último minuto [se referindo à final de 2014], então eu e muitos jogadores do Chelsea estamos famintos para ganhar a próxima edição”, afirmou o arqueiro em entrevista publicada no site do clube campeão da Premier League de 2016/17. Ele também falou sobre a temporada passada dos Blues, na qual fizeram uma campanha pós-título inglês muito abaixo das expectativas. “Tivemos uma má temporada. Fomos muito criticados. Todo mundo do time foi. Muita gente riu de nós”, admitiu. “Algumas das críticas foram merecidas, algumas não, mas se recuperar desta maneira, ser campeão de novo e alcançar o topo é algo maravilhoso”.

Courtois foi titular na maioria dos jogos desta temporada (fez 37 partidas) e muito provavelmente seguirá sendo na próxima. É possível que seu reserva, Asmir Begovic, deixe o clube na próxima janela de transferências. Antonio Conte já disse que o acordo da saída do bósnio só poderá ser selado caso o Chelsea contrate outro goleiro. Seja lá quem for o reforço, e se Begovic sair mesmo, muito dificilmente Courtois perde a titularidade. O belga é o arqueiro da Premier League que mais conseguiu assegurar ‘clean sheets' (jogos sem tomar gol) até o momento. São 16 até então, com os Blues com duas partidas por fazer. Se ele jogar e evitar tentos nos próximos jogos, ganhará o prêmio Golden Glove pela primeira vez.

Sobre a ética de trabalho exigida por Conte que culminou no sucesso do time de Londres na Premier League, o camisa 13 disse que, no fim, o árduo esforço requisitado pelo técnico valeu a pena. “É ótimo para os jogadores que todo esse trabalho que temos feito ao longo da temporada valha algo e signifique que nós conseguimos alcançar esse sentimento incrível novamente. Eu vivo por esses momentos de alegria e entusiasmo que alcançamos”, confessou. Courtois falou ainda sobre o esquema 3-4-3 optado pelo treinador após a derrota por 3 a 0 para o Arsenal, o qual mudou a temporada inteira dos Blues. ” Nós nos adaptamos muito bem a ele por conta de nossa ética de trabalho e nossa fome de não repetir a temporada passada”.

Foto de Nathalia Perez

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.
Botão Voltar ao topo