Premier League

Com golaço de Declan Rice, West Ham vence o Watford e está praticamente livre do rebaixamento

O torcedor do West Ham pode respirar aliviado. E os seus dirigentes, mais ainda. Nesta sexta-feira, os Hammers venceram o Watford, por 3 a 1, em confronto direto contra o rebaixamento, e estão praticamente confirmados na próxima Premier League. Declan Rice fez um golaço para matar a parada e Mark Noble completou seu 500º jogo pelo clube londrino.

O West Ham assumiu a 15ª posição, com 37 pontos. Tem seis a mais do que o Bournemouth, que abre a zona de rebaixamento, e o Aston Villa, logo na sequência. Tem também vantagem de 12 gols de saldo para o primeiro e 14 para o segundo. Restam apenas seis pontos em disputa e ainda há dois times separando-o da degola.

Seus dois jogos restantes são contra Manchester United e Aston Villa. Mesmo que perca o primeiro, o que é provável, e o Villa derrote o Arsenal, ainda haveria muito saldo para ser retirado no confronto direto. O Bournemouth tem duelos relativamente mais tranquilos, contra Southampton e Everton, que já pediram a conta da temporada, mas também teria que golear os dois para alcançar os Hammers.

Alívio é o sentimento preponderante no momento. O West Ham tem uma folha salarial alta, fez investimentos pesados em jogadores que ainda não vingaram (€ 50 milhões em Haller, € 30 milhões em Fornals) e acabou de se mudar para um novo estádio. Estaria em séria crise financeira caso fosse rebaixado.

A melhora com David Moyes foi meramente marginal, com apenas duas vitórias antes da paralisação. Retornou perdendo para Wolverhampton e Tottenham, mas encerrou uma sequência difícil da tabela vencendo o Chelsea. Arrancou um ponto contra o Newcastle e mostrou solidez e certa evolução para derrotar sem grandes problemas o Norwich e também o Watford. Foi o bastante para se afastar da zona de rebaixamento.

Destaque especial para dois jogadores. Jarrod Bowen foi contratado do Hull City, em janeiro, e se destacou com quatro assistências nas últimas cinco rodadas, além da promessa de muito mais no futuro. Ainda tem apenas 23 anos. O cara, porém, foi Michail Antonio, famoso pau para toda obra que já aceitou jogar em várias posições. Nessa sequência pós-paralisação, jogou na posição de herói: sete gols em cinco jogos, incluindo todos os quatro contra o Norwich, e outro nesta sexta-feira diante do Watford.

Criado no leste de Londres, onde fica o West Ham, Noble chegou a trabalhar no Arsenal quando era mais jovem, mas acabou se desenvolvendo nas categorias de base dos Hammers. Agora capitão, aos 33 anos, fez sua 500ª partida pelo clube e deve ter ficado muito feliz ao ver os gols  de Antonio e Tomas Soucek antes dos dez minutos.

Antonio abriu o placar com um chute rasteiro e cruzado, e Soucek ampliou de cabeça, após cruzamento de Bowen. Antes do intervalo, Noble rolou para Rice que, com espaço, acertou um lindo chute de fora da área para mandar o West Ham aos vestiários vencendo por 3 a 0.

O Watford descontou com Troy Deeney, no rebote de um chute na trave de Doucouré, após uma bela jogada individual, e pressionou até o fim, mas ainda precisará de alguns pontinhos para se garantir na primeira divisão nas últimas duas rodadas, contra Manchester City e Arsenal. Boa sorte.

.

.

Classificações Sofascore Resultados

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo