Premier League

Chelsea domina sem matar o jogo e o Burnley arranca empate para ser comemorado

Líder da Premier League, Chelsea foi superior no futebol jogado, mas vencia por apenas um gol de diferença e tomou o empate na reta final do jogo

O Chelsea perdeu uma boa chance de conseguir três pontos. O adversário deste sábado era o Burnley, time da zona do rebaixamento da Premier League, enquanto os Blues entraram em campo como líderes. O que se viu em campo foi o esperado: domínio dos mandantes em Stamford Bridge e muitas chances de gol. Só que o resultado foi 1 a 1, porque os comandados de Thomas Tuchel não souberam aproveitar as oportunidades e sofreram o empate nos minutos finais.

VEJA TAMBÉM: United escapou de tomar goleada em um jogo que o City controlou e venceu facilmente em Old Trafford

Desde os primeiros minutos de jogo, o Chelsea se impôs em campo. Pressionou o Burnley e jogou o adversário para seu próprio campo. Não é exatamente uma posição que o time de Sean Dyche se sente desconfortável. Se defender é o que o Burnley tenta fazer em todos os jogos, antes de qualquer outra coisa. Só no primeiro tempo, foram 11 finalizações do Chelsea, com apenas uma do Burnley.

O gol saiu aos 33 minutos. Reece James cruzou da direita e Kai Havertz apareceu sozinho, no meio da defesa do Burnley com James Tarkowski e Ben Mee, e desviou de cabeça: 1 a 0. Parecia que seria apenas o primeiro dos gols. Só que não foi bem isso que aconteceu.

O panorama do segundo tempo era o mesmo. Sean Dyche colocou em campo Jay Rodríguez e sacou o centroavante Chris Wood, que não conseguia fazer muita coisa em campo. Também colocou Matej Vydra no lugar de Johann Gudmundsson. O Burnley se tornou mais perigoso, mas ainda parecia improvável que não sofresse mais gols. Os ataques do Chelsea eram frequentes e o time criava boas chances.

Aos 33 minutos do segundo tempo, Matthew Lowton fez o levantamento na área, Jay Rodríguez ajeitou e Vydra completou para o gol: 1 a 1 em Stamford Bridge. Um empate amargo para o Chelsea, que parecia tão melhor no jogo.

Tuchel ainda tentou mudar o time. Colocou em campo Christian Pulisic no lugar de Callum Hudson-Odoi e Mason Mount no lugar de N’Golo Kanté. Tentou partir para cima e conseguiu ainda criar chances, mas novamente falhou em aproveitá-las.

O empate é muito comemorado pelo Burnley, porque é um ponto difícil de ser conquistado e que certamente não estava nos planos. O Chelsea lamenta pela perda de dois pontos, mas além disso, começa a ver o Manchester City se aproximar perigosamente. Com 26 pontos, os Blues seguem na ponta, mas o Manchester City já tem 23, só a três pontos de distância.

Veja os melhores momentos:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo