Premier League

Como Guardiola influenciou no título do Boston Celtics na NBA

Antes do Jogo 1 das Finais da NBA de 2024, Pep Guardiola esteve em Boston com o Joe Mazzulla, técnico dos Celtics.

Quando o Joe Mazzulla, técnico do Boston Celtics, visitou o Centro de Treinamento do Manchester City em fevereiro deste ano, pouca gente imaginava que daquele encontro sairia o tão aguardado – por quase duas décadas – 18ª anel de campeão da NBA.

16 anos depois da última conquista, o Boston Celtics voltou a levantar o Troféu Larry O'Brien em 2024. A temporada regular quase impecável, e a campanha sólida nos playoffs, sem chances para os rivais, não deixaram dúvidas sobre a força do time.

Mas, apesar de passar a temporada sem sustos, a franquia de Massachusetts ainda precisava se provar nos momentos mais decisivos da temporada: as Finais. Desde o último título, em 2008, para cá, o time esteve outras duas vezes na decisão, mas sem sucesso.

Em 2010, contra os Lakers de Kobe Bryant e Paul Gasol, rivais históricos de Los Angeles, derrota em 7 jogos. 12 anos depois, em 2022, outro revés, desta vez contra o Golden State Warriors de Stephen Curry.

Toque mágico: Pep Guardiola foi fundamental para os Celtics superarem ‘fantasma' das Finais

De repente, o maior campeão da história da NBA passou a temer as Finais. Além das duas derrotas após o título de 2008, o Boston Celtics ainda amargou outras decepções nas Finais da Conferência Leste.

Em 15 anos, os celtas estiveram sete vezes nas Finais da Conferência Leste com cinco derrotas (2012, 2017, 2018, 2020 e 2023). As duas vezes que venceram (2019 e 2022), falharam no momento mais decisivo da temporada.

Até que Joe Mazzulla, técnico dos Celtics, resolveu buscar ajuda em um dos técnicos mais vitoriosos da história dos esportes: Pep Guardiola. Em fevereiro deste ano, ele foi a Manchester, nas dependências do City, conhecer aquele que chamou de referência.

‘Eu estudo muito sobre Man City. Eu estudo muito Pep. Acho que ele é o melhor treinador em qualquer nível, em qualquer esporte. Teve uma grande influência' – Disse Joe Mazzulla, em entrevista ao The Athletic.

Foi então que Pep decidiu retribuir a gentileza. Ele aproveitou o fim da temporada da Premier League, e no início do junho, foi a Boston acompanhar a decisão da NBA deste ano. Lá, esteve com Joe Mazzulla antes do primeiro jogo da série contra os Mavericks.

Mazzulla conta que encontrou em Pep Guardiola o que precisava para superar o fantasma das Finais e o Dallas Mavericks.

— A defesa de Dallas é uma das mais inteligentes da liga, conseguem manipular seu espaçamento com as rotações e com os jogadores. Precisamos ser criativos e disciplinados em nosso espaçamento para que a gente possa contra-atacar nesse ponto. Foi nesse tipo de coisa que Pep (Guardiola) me ajudou, no espaçamento, é muito importante. Ele me ajudou nas transições, em como mover os jogadores na quadra — revelou o técnico.

A ajuda parece ter dado certo e Pep Guardiola viu os seus “pupilos” vencerem os rivais por 4-1 na série em uma das Finais mais desequilibradas dos últimos anos. O time de Boston não só venceu, como em momento algum esteve perto da derrota, levando o seu 18º título.

Foto de Márcio Júnior

Márcio JúniorRedator de esportes

Baiano formado pela Faculdade Regional da Bahia. Cobriu de carnaval a Copa do Mundo na TVE Bahia, onde venceu o prêmio de reportagem do mês. Passou pela ALBA, Rádio Educadora, Superesportes e Quinto Quarto antes de se tornar repórter na Trivela.
Botão Voltar ao topo