Premier League

Seguro e letal, o Arsenal passou a batata quente para o Liverpool

Sem fazer força, Arsenal supera Brighton com autoridade e mostra porque é um dos favoritos ao título da Premier League

O Arsenal segue vivíssimo na briga pelo título da Premier League. Neste sábado (06), os Gunners foram até o Falmer Stadium e venceram o Brighton por 3 a 0, com gols de Bukayo Saka, Kai Havertz e Leandro Trossard. Seguro na defesa e letal no ataque, a equipe de Mikel Arteta somou três pontos cruciais e assumiu a liderança do certame – ao menos de maneira provisória – já que o Liverpool ainda joga na 32ª rodada.

Com a derrota, o Brighton perdeu uma posição na tabela de classificação. Mesmo sem entrar em campo na rodada ainda, o Chelsea ultrapassou os Seagulls, que de nono caiu para o 10º lugar. São 43 pontos conquistados para o time de Roberto De Zerbi – 11 vitórias, 10 empates e 10 reveses.

Em pênalti sofrido por Gabriel Jesus, Saka coloca Arsenal na frente

Contender na corrida pelo título, o Arsenal foi quem tomou a iniciativa no Falmer Stadium. E o cartão de visitas veio logo com um minuto. Ødegaard cobrou falta na cabeça de Gabriel Magalhães, que testou consciente e tirou tinta da trave. Apesar do susto, o Brighton rapidamente entrou na partida e igualou as ações. Empurrado por uma torcida apaixonada e que não para de incentivar, a equipe de Roberto De Zerbi tentou imprimir seu estilo tradicional de jogo: agressivo na marcação e rápido nas descidas ofensivas. Só faltou combinar com os Gunners…

O time comandado por Arteta gosta de ter o controle da posse de bola e ditar o ritmo do jogo. E foi exatamente isso que fez durante o 1º tempo. Os londrinos construíam desde o campo de defesa, com passes rápidos e envolventes, e ameaçaram algumas vezes a meta defendida por Verbruggen. Até que aos 30′, em jogada individual pelo lado esquerdo, Gabriel Jesus foi derrubado por Lamptey dentro da área. Pênalti. Bukayo Saka deslocou o goleiro na cobrança, marcou seu 14º gol na Premier League e inaugurou o marcador.

A vitória parcial do Arsenal na etapa inicial foi mais que merecida. Ainda que o Brighton tenha conseguido incomodar em determinados contra-ataques, a equipe visitante soube se portar bem na defesa e, tirando um chute venenoso de Enciso (defendido por David Raya), praticamente não sofreu. De quebra, contou com a ousadia de Gabriel Jesus e precisão de Saka no ataque.

Havertz e Trossard sacramentam vitória tranquila do Arsenal

Assim como no 1º tempo, o Arsenal iniciou a etapa complementar mais ligado. Para os que imaginavam uma postura conservadora por parte do time de Arteta na volta do intervalo, viram justamente o oposto disso. Os Gunners aumentaram o volume ofensivo e encurralaram o Brighton em busca do segundo gol. Mesmo melhor no jogo, todo cuidado era pouco para a equipe londrina, já que vencia pelo placar mínimo e enfrentava um time traiçoeiro fora de casa.

Para alívio de Arteta e torcida do Arsenal, com 16′ no relógio, os Gunners marcaram o segundo gol e aniquilaram o Brighton. Em saída errada dos donos da casa, Ødegaard acionou Jorginho no corredor direito e quebrou completamente as linhas de marcação adversária. O volante ítalo-brasileiro invadiu a área, levantou a cabeça e descolou cruzamento rasteiro para Kai Havertz. No meio dos defensores, o alemão deu toque sutil e aumentou a contagem.

Após o gol de Havertz, sim, o Arsenal baixou suas linhas, se fechou no campo de defesa e passou a jogar no contra-ataque. E em um desses contragolpes, o terceiro tento saiu. Em novo erro do Brighton, dessa vez na faixa central, Havertz atacou de garçom e serviu Leandro Trossard. Fresco no jogo, o belga arrancou em velocidade e cavou na saída de Verbruggen, dando números finais à partida.

Tabela da Premier League

Premier League
# Seleção J V D E +/- Pontos
1 Man City

Man City

38 28 7 3 62 91
2 Arsenal

Arsenal

38 28 5 5 62 89
3 Liverpool

Liverpool

38 24 10 4 45 82
4 Aston Villa

Aston Villa

38 20 8 10 15 68
5 Tottenham

Tottenham

38 20 6 12 13 66
6 Chelsea

Chelsea

38 18 9 11 14 63
7 Newcastle

Newcastle

38 18 6 14 23 60
8 Man Utd

Man Utd

38 18 6 14 -1 60
9 West Ham

West Ham

38 14 10 14 -14 52
10 Crystal Palace

Crystal Palace

38 13 10 15 -1 49
11 Brighton

Brighton

38 12 12 14 -7 48
12 Bournemouth

Bournemouth

38 13 9 16 -13 48
13 Fulham

Fulham

38 13 8 17 -6 47
14 Wolverhampton

Wolverhampton

38 13 7 18 -15 46
15 Everton

Everton

38 13 9 16 -11 40
16 Brentford

Brentford

38 10 9 19 -9 39
17 Nottm Forest

Nottm Forest

38 9 9 20 -18 32
18 Luton

Luton

38 6 8 24 -33 26
19 Burnley

Burnley

38 5 9 24 -37 24
20 Sheff Utd

Sheff Utd

38 3 7 28 -69 16

Objetivo principal é o título da Premier League, mas o Arsenal ainda tem uma Champions para disputar

Como citado, o Arsenal é um dos principais postulantes ao título da Premier League e, de fato, conquistar o troféu nacional (que não vem desde 2003/2004) é o maior objetivo do clube nesta temporada. Entretanto, os Gunners estão vivos também em uma competição que muito interessa seu torcedor. Afinal, a equipe nunca venceu a Champions League.

Após eliminar o Porto nos pênaltis, o Arsenal garantiu vaga nas quartas de final do principal torneio do futebol europeu. E o adversário da vez será o Bayern de Munique, que atravessa uma severa crise. O jogo de ida está marcado para às 16h (horário de Brasília) da próxima terça-feira (9), no Emirates.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo