Premier League

Arsenal aproveitou erro bizarro de Jorginho para vencer e se manter vivo em vaga por competição europeia

E, de quebra, atrapalhar o rival na busca por vaga no G4 da Premier League

Deu tela azul em Jorginho na saída de bola do Chelsea, e o Arsenal aproveitou para marcar o único gol do dérbi de Londres desta-quarta-feira. Após resistir ao massacre do finalista da Champions League, os Gunners asseguraram a vitória por 1 a 0 e se mantiveram vivos na briga por vaga em competições europeias na próxima temporada. Também deixaram os perseguidores do G4 um pouco mais animados.

A vaga mais acessível ao Arsenal, porém, é na Conference League, competição de terceiro escalão criada pela Uefa e que estreará na próxima temporada. A Inglaterra tem apenas uma vaga – o foco é dar calendário europeu a liga mais periféricas – que seria entregue ao campeão da Copa da Liga. Como esse time foi o Manchester City, classificado à Champions, voltou para a Premier League.

Em teoria, o sexto colocado se classificaria para a Conference League. No entanto, como a Copa da Inglaterra dá vaga na Liga Europa, e os finalistas são Chelsea e Leicester, atualmente no G4 da liga inglesa, a classificação à Conference deve cair para o sétimo lugar, atualmente ocupado pelo Tottenham, com um ponto a mais do que o Arsenal, mas com três jogos ainda pendentes. Os Gunners jogam mais duas vezes.

Não seria nada muito impressionante, mas pelo menos manteria a sequência de disputar torneios europeus todas as temporadas desde 1996/97 e seria um pequeno alento a uma temporada muito indiferente do Arsenal, especialmente na Premier League. Exceto quando o adversário é o Chelsea: Mikel Arteta venceu o rival londrino pela terceira vez seguida. Anotou o double na Premier League e também venceu na final da Copa da Inglaterra do ano passado.

Mas o jogo não foi exatamente um nó tático de Arteta. O Chelsea pressionou bastante, teve um volume ofensivo bem razoável, deu 19 finalizações e acertou a trave duas vezes – na mesma jogada. Como não conseguiu sequer empatar, a briga pela quarta colocação ficou mais aberta.

O Chelsea tem 64 pontos em 36 rodadas, contra 58 do West Ham em 35 jogos disputados. No retrovisor também há o Liverpool, com 57 pontos, mas em 34 rodadas. Caso vença os dois jogos a menos, um deles nesta quinta-feira contra o Manchester United, os Reds ficariam a apenas um ponto do Chelsea.

Em Stamford Bridge, os dois times trocaram erros crassos na defesa nos primeiros 15 minutos, e o Arsenal aproveitou melhor o que teve a seu favor. Pablo Marí hesitou na saída de bola, na altura do meio-campo, e perdeu a bola para Havertz, que atravessou o campo e, na saída de Bernd Leno, mandou por cima.

Pouco depois, foi a vez de Jorginho errar. E errar feio. Ele recebeu de Zouma e recuou para Kepa. O goleiro espanhol, porém, havia se deslocado um pouco à esquerda para dar uma opção melhor de passe. A bola seguiu em direção ao gol vazio. Kepa ainda se recuperou e conseguiu espalmar em cima da linha. Aubameyang ficou com a sobra e rolou para Emile Smith Rowe abrir o placar.

O resto do jogo foi basicamente o Chelsea tentando encontrar um gol de empate, com uma ou outra investida do Arsenal. Ainda no primeiro tempo, houve boas oportunidades. Pulisic fez a jogada na linha e fundo e tocou para trás. Mount chegou batendo de frente, mas carimbou Holding. No outro lado, Chilwell bateu a carteira de Saka e cruzou rasteiro. Leno espalmou, e Mount não conseguiu chegar a tempo.

A rede do Arsenal chegou a balançar, aos 16 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio. A bola foi desviada por Havertz no meio da área e sobrou para Pulisic completar. O norte-americano, porém, estava completamente impedido, e o gol foi anulado.

O Arsenal respondeu brevemente com chegadas de Bellerín e Odegaard, mas o Chelsea intensificou a pressão a partir nos últimos dez minutos. O lance mais incrível do período, na marca dos 45, começou com uma cabeçada de Zouma no travessão. Giroud apareceu para pegar o rebote, meio sem ângulo e… também acertou o travessão.

Azar do Chelsea nessa jogada, sorte do Arsenal, que ainda tenta salvar alguma coisa desta temporada. E também sorte de quem busca tirar os Blues do G4 da Premier League.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo