Premier League

Após a venda de Chilwell, o Leicester ganha uma boa reposição com a contratação de Castagne

O Leicester lapidou Ben Chilwell desde as categorias de base e o transformou em um dos melhores laterais da Premier League. A venda ao Chelsea, por €50,2 milhões, representa bastante o moral construído pelo jovem de 23 anos no Estádio King Power. E as Raposas já anunciaram a reposição, em investimento interessante pelo preço e pelas possibilidades. Aos 24 anos, Timothy Castagne tende a preencher a lacuna pelo lado esquerdo, em negócio que custou €18 milhões junto à Atalanta – mais bônus que pode elevar o custo total a €21,5 milhões.

Revelação das boas categorias de base do Genk, Castagne permaneceu por três temporadas em Bérgamo. Chegou como uma aposta por €6 milhões e virou uma peça recorrente nas escalações de Gian Piero Gasperini. Um diferencial do belga em sua passagem pela Atalanta estava na maneira como poderia atuar em diferentes posições, sobretudo aberto nas alas. Assim variou na equipe, ajudando a potencializar a capacidade apresentada pela Dea. Entretanto, com a concorrência de Hans Hateboer e Robin Gosens, o jovem não era necessariamente titular.

Apesar disso, Castagne teve tempo de apresentar seus predicados na Atalanta. É um ala com bom porte físico, que tem capacidade na marcação, embora também contribua com seus passes e com seu jogo pelo chão. Não possui a ofensividade vista nos titulares, mas ainda assim somou oito gols e dez assistências em 96 partidas pela Dea – correspondendo à exigência de Gasperini. Valorizou-se a ponto de ser o ala titular da seleção belga em parte das Eliminatórias da Euro 2020.

Uma questão sobre Castagne é que majoritariamente ele entra pelo lado direito. Entretanto, com a capacidade de Ricardo Pereira por ali, o natural será utilizar o novo contratado do outro lado – especialmente quando o português encerrar sua recuperação de uma cirurgia no joelho. E a adaptação não deve ser problema ao belga, considerando a própria proposta de jogo apresentada por Brendan Rodgers. Num time que atuou com três zagueiros durante a reta final da temporada, o negócio indica que as Raposas poderão manter tal estratégia também na próxima Premier League.

Castagne é o primeiro grande negócio do Leicester para 2020/21, quando terá a Liga Europa também pela frente. Até então, a grande notícia havia sido a renovação de Jamie Vardy, além da volta de diversas opções que estavam emprestadas. Exceção feita à venda de Chilwell ao Chelsea, mais ninguém importante deixou o Estádio King Power. Wesley Fofana, zagueiro em ascensão com o Saint-Étienne, tende a ser o próximo acerto das Raposas.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo