Premier League

Agüero se despediu do City distribuindo relógios entre os funcionários e deu seu carro ao roupeiro do clube

Mais de 60 pessoas receberam os presentes de Kun, enquanto o carro foi sorteado e ficou com uma das pessoas mais queridas pelo argentino

Sergio Agüero deixará saudades no Manchester City pela história que construiu como jogador. Como pessoa, porém, o argentino também foi muito querido e se despediu dando grandes mostras de sua generosidade. A relação nos corredores do clube permitiu que o atacante fizesse muitas amizades, não apenas entre os jogadores. E, antes de partir ao Barcelona, Kun resolveu presentear os funcionários – incluindo roupeiros, cozinheiros e massagistas. Segundo o site The Athletic, Agüero distribuiu relógios de marca a 60 empregados celestes, todos eles com um agradecimento especial gravado: “Gracias! Kun Agüero”.

Cada relógio, das marcas Hublot e Tag Heuer, custa entre £1 mil e £8 mil euros. Agüero ainda decidiu doar seu carro e fez um sorteio entre os funcionários. Emblematicamente, o vencedor foi um dos roupeiros do time principal do Manchester City. Segundo o The Athletic, o atacante ficou contente com a escolha, por apreciar o trabalho duro dos roupeiros celestes na tentativa de oferecer o melhor aos jogadores. Uma equipe de televisão mostrou o momento em que Kun entregou as chaves de sua Range Rover Evoque para o funcionário – um dos mais ligados a Kun nestes últimos dez anos.

No fim da temporada, Agüero já tinha oferecido uma quantia bem acima do habitual para a caixinha feita pelos jogadores para agradecer o trabalho dos demais empregados. A gratidão do ídolo não se corresponde apenas em campo. Este é mais um dos golaços de Kun pelos celestes, talvez o mais bonito – por toda a sua humildade e pelo carinho junto àqueles que trabalharam por seu sucesso.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo