InglaterraPremier League

Polícia investiga ameaça de morte a James McClean

A polícia britânica confirmou que está averiguando as ameaças de morte recebidas por James McClean, meio-campista do Sunderland. O jogador de 23 anos se tornou alvo de críticas ao se recusar a usar a flor de papoula que simboliza o Dia da Lembrança. A data, instituída nos países ligados ao império britânico, homenageia os soldados mortos na Primeira Guerra Mundial.

A situação do jogador foi confirmada pelo técnico Martin O’Neill após a vitória sobre o Fulham, neste domingo: “James terá que lidar com as vaias. Eu penso que isto está ligado com a sua decisão na última semana. É uma escolha livre neste mundo. James passou por muitas coisas, está recebendo ameaças de morte também, o que não ajuda”.

Segundo o jornal The Guardian, as ameaças foram feitas por um ex-soldado britânico, Cody Lachey. Porteiro em Manchester, o homem postou imagens de munição em seu twitter, afirmando que McClean deveria ser morto a tiros.

McClean nasceu em Derry, segunda maior cidade da Irlanda do Norte e de maioria católica – ao contrário do restante do país, majoritariamente protestante. Após atuar pelas seleções de base norte-irlandesas, o meio-campista optou por defender a equipe adulta da Irlanda. Além disso, o jogador foi revelado pelo Derry City, que, por conta das origens católicas, disputa o Campeonato Irlandês.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo