Inglaterra

Obrigado a indenizar Chelsea, Mutu considera punição “injusta”

O atacante romeno Adrian Mutu, da Fiorentina, disse ser “injusta” a punição infligida a ele pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS). Cinco anos após ser dispensado pelo Chelsea, por um exame antidoping que acusou o uso de cocaína, Mutu viu seu recurso contra a pena pecuniária de € 17,1 milhões que terá de pagar aos Blues ser indeferido pelo TAS.

Em entrevista à agência de notícias Ansa, Mutu afirmou: “Não posso deixar de exercer meu direito de criticar uma sentença que parece profundamente injusta. Acho que paguei amplamente por um erro da juventude, que ficou a anos do homem e do jogador que sou hoje.”

Mutu ainda reclamou do comportamento do Chelsea no caso: “Hoje, depois de tanto tempo, o erro que cometi não pode ser base para um pedido [de multa] por danos que parece ir além das punições esportivas, já que o Chelsea decidiu terminar meu contrato unilateralmente.”

O romeno terminou levantando a hipótese de continuar seu apelo contra a punição: “Sou um esportista, mas, acima de tudo, sou também um cidadão da União Europeia, e acho que a justiça esportiva deve respeitar os princípios e direitos fundamentais da comunidade. Avaliarei cada iniciativa possível para proteger os meus direitos.”

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo