InglaterraPremier League

O Tottenham ligou o turbo e buscou uma virada impensável após os 43 do segundo tempo

Na base da emoção, o Tottenham conquistou uma grande vitória nesta quarta, pela Premier League. Como era de se esperar, os Spurs mandaram no jogo contra o Swansea, em Gales. No entanto, uma bola ingrata manteve os adversários em vantagem dos 11 minutos do primeiro tempo aos 43 do segundo. Coube ao time de Mauricio Pochettino acreditar. E, aumentando a pressão nos últimos instantes, além de contar com uma pitada de sorte, os londrinos buscaram a virada por 3 a 1. Resultado que ratifica a posição na vice-liderança, agora com cinco pontos de vantagem sobre o Liverpool, na terceira colocação. Os Swans estão em 18°, de volta à zona de rebaixamento.

LEIA TAMBÉM: Jogadoras da seleção irlandesa estão tendo que brigar com a federação por seus direitos

O gol do Swansea aconteceu no único chute da equipe no alvo durante os 90 minutos. Após um chutão vindo do goleiro Lukasz Fabianski, André Ayew fez grande jogada na linha de fundo e serviu Wayne Routledge, que completou para as redes. A partir de então, só deu Tottenham. Os visitantes dominaram as chances de gol e também mantiveram a posse de bola em seus pés. Mas apenas no final da segunda etapa é que o domínio se converteu em gols. Primeiro, Dele Alli aproveitou uma bola mascada na área para empatar. Já nos acréscimos, Vincent Janssen desviou enfiada de Christian Eriksen e Heung-Min Son ficou na cara do gol, transformando-se em herói. Por fim, com a defesa aberta, Alli serviu Eriksen, que fechou a conta.

Vale dizer que o Tottenham continua sem Harry Kane no ataque, recuperando-se de lesão. Son atuou como homem de referência. Apesar da aflição, deu certo. Os Spurs sustentam uma sequência de cinco vitórias na Premier League, que encaminha a classificação à Liga dos Campeões, em meio à briga de foice por um lugar no G-4. O desempenho só não anda sendo suficientemente bom para competir com o líder Chelsea. Apesar dos deslizes nas últimas rodadas, os Blues permanecem bem à frente, com sete pontos de vantagem após a vitória sobre o Manchester City.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo