InglaterraPremier League

A justiça vale mais que três pontos: após gol sem querer, time inglês deixa rival empatar

O espírito esportivo está no DNA do futebol. Ainda em seus primórdios, o jogo era usado justamente para estimular as práticas cavalheirescas entre os estudantes britânicos. E essa alma continua viva, ainda que nem todo mundo entenda. Na terceira divisão do Campeonato Inglês, Doncaster e Bury empataram por 1 a 1, com dois gols marcados depois dos 48 do segundo tempo. Só que apenas olhando para o placar não dá para se entender a reviravolta que aconteceu na partida durante os minutos finais. Algo que tem mais a ver com fair play do que propriamente com emoção.

Após o atendimento de um jogador, o Doncaster deveria devolver a posse de bola ao Bury. No entanto, Harry Forrester exagerou na força e encobriu o goleiro adversário, anotando uma pintura sem querer. Entretanto, a arbitragem e os jogadores não deixaram que o erro definisse o placar. Leon Clarke teve o caminho livre para atravessar o campo e empatar, embora vaiado por alguns torcedores do time da casa. No fim das contas, pesou o bom senso. E não serão esses pontos que mudarão a trajetória dos clubes na League One. A justiça vale mais.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo