Inglaterra
Tendência

O grande trabalho de Vincent Kompany foi recompensado com novo contrato de cinco anos com o Burnley

Contratado nesta temporada, Kompany conduziu o Burnley ao título da segunda divisão e era cotado em clubes como Chelsea e Tottenham para a próxima temporada

A temporada do Burnley é excelente. O time conseguiu o retorno à Premier League com uma campanha histórica na Championship, a segunda divisão inglesa, com mais de 100 pontos e o título. Um dos principais responsáveis por isso é o técnico Vincent Kompany, ex-zagueiro, que assumiu no começo da temporada e conseguiu fazer um grande trabalho. Foi recompensado por isso: renovou o seu contrato com o Burnley por cinco anos, em meio a especulações que o ligavam a outros clubes.

O nome de Kompanym, que tem apenas 37 anos, passou a circular em clubes da Premier League, e clubes grandes. O ex-capitão do Manchester City foi citado no Chelsea e no Tottenham como potencial candidato a assumir esses clubes, que ainda estão sem técnico para a próxima temporada. A renovação, porém, mostra o comprometimento de Kompany com os Clarets para a continuação do trabalho, agora na Premier League.

“Burnley e Turf Moor pareceram o lugar certo basicamente desde o começo, então também sinto que é o certo assinar pelos próximos cinco anos. Junto com os torcedores, tornamos Turf Moor uma fortaleza novamente e continuamos ansiosos para o futuro e o trabalho de tornar o Burnley melhor a cada passo”, afirmou Kompany ao site do clube no anúncio da renovação.

“Estamos em êxtase por Vincent ter assinado um novo contrato. Ele é um encaixe perfeito por como todos nós vemos o Burnley Football Club indo adiante. Um líder extraordinário, estabelecendo padrões ainda mais altos e levando o nosso clube aos níveis que todos queremos atingir”, afirmou o presidente do clube, Alan Pace.

É uma excelente notícia para o Burnley, porque além de Kompany fazer um grande trabalho, mudar de técnico significaria ter que recomeçar na Premier League, o que é muito mais difícil. O Burnley mesmo sabe que subir à primeira divisão é só o primeiro passo e os clubes que sobem são os maiores candidatos a serem rebaixados. Com a manutenção de Kompany, a tendência é ter alguma continuidade no trabalho, o que pode facilitar para conseguir um bom desempenho e ficar na primeira divisão.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo