InglaterraPremier League

Moses: do ostracismo no Chelsea ao gol de uma grande vitória sobre o Tottenham

Victor Moses foi contratado pelo Chelsea em 2012. Deve ter ficado muito feliz: saiu do Wigan e foi para o atual campeão europeu, na época comandado por Roberto Di Matteo. Jogou 24 partidas de Premier League naquela temporada, 13 como titular, sendo usado mesmo pelo sucessor do italiano, Rafa Benítez. Mas não conseguiu ganhar a confiança de mais nenhum treinador até a chegada de Antonio Conte. E essa confiança foi recompensada, neste sábado, quando o nigeriano marcou o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Tottenham, a sétima seguida do líder da Premier League.

LEIA MAIS: David Luiz: “Ainda é muito cedo para falar em título do Chelsea”

Moses foi três vezes emprestado, para Liverpool, Stoke City e West Ham, sem nunca conseguir firmar-se como titular ou disputar muito mais do que 20 partidas de Campeonato Inglês. Mas Conte decidiu contar com os seus serviços nesta temporada. Utilizou-o como reserva nas pontas nas cinco primeiras partidas da temporada e o deixou no banco contra o Arsenal, quando a pesada derrota por 3 a 0 mudou completamente os rumos da campanha do Chelsea. Desde esse jogo, Conte instituiu o sistema com três zagueiros e fixou Moses como titular na ala direita. Os Blues passaram dez horas sem sofrer gols e emendaram sete vitórias seguidas.

Moses tem correspondido, com uma excelente disciplina tática pela ala direita, que foi recompensada com o seu terceiro gol nesta Premier League. E foi um importante: o Chelsea havia sofrido no primeiro tempo contra o Tottenham. Foi dominado e vazado pela primeira vez desde aquela partida contra o Arsenal. Um belo gol de Eriksen, que foi respondido por outro muito bonito, marcado por Pedro – outro jogador, aliás, que tem sido uma aposta acertada de Antonio Conte. Dominou na entrada da área, buscou a perna direita e mandou no ângulo.

A virada saiu sete minutos depois, em um contra-ataque de manual do Chelsea, que encontrou Moses, livre, na segunda trave de Lloris. O Tottenham, recém-eliminado da fase de grupos da Champions League, segue seu retrospecto ruim em Stamford Bridge. E o Chelsea segue voando no Campeonato Inglês.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo