Inglaterra

Ministro britânico pede ação contra excesso de estrangeiros

O ministro britânico dos Esportes, Gerry Sutcliffe, se juntou ao coro dos que defendem um sistema de cota para jogadores locais no futebol inglês. Em entrevista ao jornal The Times nesta quinta-feira, ele afirmou que a Premier League está “desequilibrada” no que diz respeito à presença de ingleses nos times.

O debate tem sido alimentado no país pela má situação da seleção inglesa, que corre sério risco de não se classificar para a fase final da Eurocopa-2008. Nesta semana, personagens como o meio-campista Steven Gerrard, do Liverpool e do English Team, e o técnico Steve Coppell, do Reading, pediram o estabelecimento de um número mínimo de ingleses nos clubes.

O desejo não é tão simples, já que esbarra nas leis trabalhistas da União Européia, que concede igualdade de direitos aos cidadãos comunitários nos países que compõem o bloco.

“Entendo a complexidade das questões sobre liberdade de movimento e das questões de competitividade, mas não sinto que tenhamos o equilíbrio ideal neste momento, e precisamos ver o que é possível fazer”, disse Sutcliffe.

“Talvez precisemos dar algum tipo de olhada independente no que precisa acontecer. Temos o melhor campeonato do mundo e é ótimo que tenhamos o talento que temos hoje na Premier League. Mas obviamente precisamos ver como isso tem impacto e afeta a seleção nacional”, concluiu.

O Arsenal, líder da Premier League, teve apenas estrangeiros no time titular em sua vitória por 3 a 1 sobre o Reading, na última segunda-feira. O técnico Arsène Wenger é um dos principais opositores à idéia de determinar um número mínimo de ingleses em campo.

Não é a primeira vez que Sutcliffe se envolve em discussões sobre o futebol inglês. Recentemente, ele causou polêmica ao chamar de “obscenos” os salários dos jogadores da Premier League.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo