Inglaterra

Liverpool trocou 52 passes antes de Sterling marcar contra o Bornemouth

Brendan Rogdgers era conhecido por ter montado um Swansea fã da troca de passes antes de assinar com o Liverpool. No gigante inglês, adaptou o seu estilo a um time de jogadores mais rápidos e objetivos e chegou a ser vice-campeão na última temporada. Na última quarta-feira, pelas quartas de final da Capital One Cup, um time treinado por ele voltou a mostrar a sua vocação para a posse de bola: foram 52 passes antes de Sterling marcar o terceiro gol contra o Bornemouth.

LEIA MAIS: Mais de 20 mil pessoas assistem clássico entre United e Liverpool na Índia

Não foi exatamente um Barcelona ou um Bayern de Munique. Muitos desses passes foram trocados na linha de zaga, alguns saíram meio sem querer, mas o número impressiona mesmo assim. Nessa partida, o time trocou 679 passes, bem acima da sua média na Premier League, de 443 por partida. Ainda é cedo para saber se isso significa uma mudança de postura ou apenas um jogo controlado contra um adversário fraco. Nas últimas sete partidas, a média de passes foi apenas um pouquinho maior, de 516 por duelo.

Nesse período, o Liverpool perdeu “apenas” do Manchester United. É verdade que também empatou as duas partidas da Liga dos Campeões e foi eliminado, mas Rodgers estancou o sangramento. Agora é construir em cima disso.


Build up por LFCmostar

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo