InglaterraPremier League

Liverpool tem um problema sério quando abre 2 a 0 no placar na Premier League

O Liverpool já tem uma cara de time com Jürgen Klopp. A intensidade do seu jogo é capaz de resultados como foi aquela virada contra o Borussia Dortmund, pela Liga Europa. Só que o time é de uma inconsistência impressionante. Neste sábado foi dada mais uma demonstração disso. Depois de abrir 2 a 0 no Newcastle, em casa, os Reds sofreram o empate e acabaram desperdiçando dois pontos que podem ser muito importantes. Se aquele ditado que 2 a 0 é um placar perigoso não passa de uma piada sem muita importância, para os torcedores do Liverpool tem sido um drama real.

LEIA TAMBÉM: Ranieri se empolgou tanto ao falar sobre o título que até parecia possuído pelo Super Mario

O início foi muito bom. Daniel Sturridge, finalmente conseguindo ter sequência depois de tantas lesões, fez um gol que mostra um pouco da sua capacidade. Recebeu de costas, com um domínio no peito, girou e chutou cruzado para marcar 1 a 0, logo a dois minutos de jogo. Aos 30, Lallana recebeu na entrada da área e, de pé esquerdo, acertou um chute lindo, no ângulo, sem chance de defesa. Os 2 a 0 deram tranquilidade ao Liverpool. Tranquilidade demais.

Depois de voltar do intervalo com uma vantagem confortável, o time de Klopp se descuidou. O cruzamento de Anita, aos três minutos, teve uma falha do goleiro Mignolet, que saiu mal do gol, não achou a bola, e Papiss Cissé não desperdiçou de cabeça. O jogo ficou perigoso. Aos 21 minutos, o empate. Novamente uma jogada pelo lado direito do ataque do Newcastle, que desta vez sobrou para Colback marcar, aproveitando rebote e com a sorte de um desvio no meio do caminho, que dificultou a vida de Mignolet.

Faltava muito tempo ainda para jogar, mas o Liverpool não pareceu estar perto do terceiro gol em nenhum momento. Não soube pressionar. Nem quando Klopp levou Coutinho a campo, que estava no banco sendo poupado, a situação melhorou. O placar de 2 a 2 frustra mais uma vez os torcedores do Liverpool. E não foi a primeira vez.

Contra o Sunderland, o time abriu 2 a 0. Acabou empatando o jogo por 2 a 2. Contra o Southampton, abriu os mesmos 2 a 0. Tomou a virada por 3 a 2. Desta vez, repetiu a história do confronto com o Sunderland. Um problema que o time parece não saber como lidar. Se em um mata-mata o time tem conseguido sobreviver, a duras penas e com emoções fortes, nos pontos corridos da Premier League o time desperdiça pontos que fazem falta demais.

Sem conseguir vencer, o Liverpool fica com 55 pontos e continua muito longe do Arsenal, quarto colocado. São oito pontos e restam apenas quatro jogos. Virtualmente impossível chegar à Champions League pela liga neste momento. Muito por pontos como estes dois que desperdiçou em Anfield contra o Newcastle e contra todos esses adversários. Resta a Liga Europa e a esperança de um título. Além disso, a vaga na Champions League que a competição traz. Mas o Liverpool precisará de mais na próxima temporada.

Os gols:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo