Inglaterra

Kenyon deixa diretoria do Chelsea após 5 anos e meio

Peter Kenyon deixará seu posto como diretor executivo do Chelsea no dia 31 de outubro, segundo anunciou o clube nesta quarta-feira. No entanto, ele continuará representando os Blues de forma não oficial nos comitês da Uefa e associação de clubes europeus, de acordo com a nota oficial.

Kenyon, 55 anos, construiu seu nome no Manchester United, onde passou seis anos, três deles como diretor executivo, antes de trocar os Reds Devils pelo time de Stamford Bridge em 2004, logo após a compra do clube por Roman Abramovich.

Desde então, apoiado no investimento do empresário russo, o Chelsea conquistou duas vezes a Premier League, pela primeira vez desde 1955, além de duas vezes a FA Cup e a Copa da Liga. Em seis temporadas, chagaram cinco vezes às semi-finais da Liga dos Campeões, perdendo o título para o United nos pênaltis, em 2008.

Kenyon foi também peça fundamental nos acordos comerciais recordes do clube, o patrocínio de camiseta da Samsung, o mais lucrativo na Premier League na época, e com a Adidas, para o material esportivo.

“Estou extremamente orgulhoso da minha passagem pelo Chelsea, e pelas amizades que conquistei aqui”, afirmou o diretor em comunicado. “Estive no futebol por 15 anos, e posso dizer com toda a certeza e prazer que a experiência no Chelsea foi a melhor que já tive.”

“Fico também contente que esta relação não esteja terminando, já que poderei continuar contribuindo para manter o Chelsea neste patamar”.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo