EuropaInglaterra

Inglaterra enfia 8 a 0 e alcança seu maior massacre em 25 anos

Em seus três primeiros encontros contra San Marino, a Inglaterra manteve média de seis gols marcados por jogo. E os Three Lions foram capazes de melhorar ainda mais esses números nesta sexta-feira. Mantendo 83% de posse de bola e finalizando 27 vezes, os ingleses garantiram o massacre por 8 a 0 no Estádio Olimpico di Serravalle. Jermain Defoe foi o único capaz de balançar as redes duas vezes, em noite de diversidade nas comemorações. Foi a melhor goleada da equipe desde 1987, quando também anotou 8 a 0 sobre a Turquia.

Roy Hodgson preferiu poupar alguns de seus principais jogadores, mantendo Steven Gerrard, Ashley Cole e Michael Carrick no banco. O que não impediu o massacre inglês desde os minutos iniciais. Sufocando San Marino no terço ofensivo do campo, os Three Lions tinham calma na definição, esperando os espaços. E não foram nem eles que se encarregaram de colocar a primeira bola nas redes, com Alessandro Della Valle marcando contra, aos 12.

Depois de mais alguns minutos de insistência, a porteira se abriu a partir dos 28. Alex Oxlade-Chamberlain tabelou bonito com Rooney e fez o segundo. Jermain Defoe recebeu na pequena área e anotou o terceiro. Ashley Young acertou belíssimo chute de fora da área para comemorar o quarto. E Frank Lampard fechou o massacre no primeiro tempo, arrematando após corta-luz de Rooney.

Os ingleses diminuíram a voracidade na segunda etapa, mas não pararam de aumentar a diferença. Rooney deixou o dele em ótima cobrança de falta, aos nove minutos. Daniel Sturridge anotou o sétimo de cabeça e, por fim, Defoe escorou para as redes outra vez, em lance de oportunismo. Para não deixar a goleada tão feia, San Marino pelo menos deu dois chutes a gol, mesmo que sem ameaçar Joe Hart. Nada capaz de reduzir o atropelo.

Apesar do placar elástico, a Inglaterra ocupa a segunda colocação do Grupo H, com 11 pontos. Dois pontos à frente aparece Montenegro, que conquistou vitória importante sobre a Moldávia por 1 a 0. Com um a menos, a equipe venceu com gol de Mirko Vucinic. Já a Ucrânia igualou os cinco pontos da Polônia e assumiu a terceira posição, ao vencer por 3 a 1 em Varsóvia. Andriy Yarmolenko, Oleg Gusev e Roman Zozulya marcaram para os visitantes, enquanto Lukas Piszczek descontou.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo