Inglaterra

Homem do Moneyball, Billy Beane chega ao futebol inglês: será um dos donos do Barnsley

Billy Beane se tornou uma personalidade reconhecida pelo grande público através dos cinemas. Ele foi interpretado por Brad Pitt no blockbuster Moneyball, nomeado ao Oscar de melhor filme. Antes de ser parte da Sétima Arte, no entanto, o ex-jogador de beisebol se tornou um dos maiores executivos da MLB. À frente do Oakland Athletics, sua aplicação estatística na avaliação dos jogadores foi considerada uma revolução. E agora o lendário diretor esportivo dos A’s estende os seus negócios ao futebol. Será um dos donos do Barnsley, atualmente figurando na segunda divisão do Campeonato Inglês.

ARQUIVO: Moneyball no futebol

Beane nunca escondeu seu apreço pelo futebol. Chegou a atuar em cooperação com o San Jose Earthquakes e servir de consultor ao AZ, da Holanda. Além disso, também manteve contato com vários técnicos de renome na Inglaterra, mais notadamente Sir Alex Ferguson e Arsène Wenger. E vinha, nos últimos anos, estudando formas de como os princípios que aplica no beisebol poderiam se inserir no soccer. A intenção de fazer parte de algum clube de maneira efetiva, no entanto, só se concretizou nesta quarta. O americano compõe o consórcio que adquiriu o Barnsley, no qual estão presentes outros investidores – entre eles o chinês Chien Lee, dono de 80% do Nice.

Desde 2016, Beane não atua mais como diretor esportivo do Oakland Athletic, embora continue trabalhando no comando da franquia da MLB. De qualquer maneira, ainda não está claro qual será a profundidade de seu envolvimento com o Barnsley. A equipe atualmente ocupa o 20° lugar na Championship, logo acima da zona de rebaixamento. Se quiser mesmo aplicar as ideias que possui ao futebol, o executivo precisará começar praticamente do zero. O que é ótimo, considerando que sua grande virtude nos A’s foi justamente descobrir habilidades em jogadores pouco valorizados no mercado, permitindo a montagem de equipes competitivas a baixo custo.

Dono do Barnsley desde a metade da década passada, Patrick Cryne anunciou em setembro sofrer de um câncer terminal. Empresário da própria região de South Yorkshire, o dirigente ajudou a livrar o clube da bancarrota, mas optou por não manter o negócio entre os seus familiares. A compra dos Reds, que não teve o seu valor total especificado, é estimada em US$ 20 milhões.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo