Inglaterra

Hiddink admite voltar a trabalhar na Inglaterra

O holandês Guus Hiddink, técnico da seleção russa, declarou nesta quarta-feira que gostaria de voltar a trabalhar no futebol inglês, após uma breve passagem pelo Chelsea na última temporada. Hiddink substituiu Luiz Felipe Scolari nos Blues, em fevereiro, conciliando excepcionalmente com seu cargo na Rússia.

“Eu vivi dias maravilhosos na Inglaterra, e antes de trabalhar no Chelsea sempre assistia à Premier League”, comentou o treinador em entrevista ao Guardian. “Adoro estar na Inglaterra para sentir o clima. É claro que sinto falta”.

“A Inglaterra é atraente, é única no sentido de que o nível de competição é alto. Mas tenho de julgar se (depois de deixar a Rússia) vou parar por alguns meses, por meio ano ou um ano, ou fazer algo diferente dentro do futebol”, argumentou Hiddink, que conquistou a Copa da Inglaterra com o Chelsea.

A seleção russa está no País de Gales para um jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo, em meio a uma acirrada disputa com a Alemanha pelo primeiro lugar no grupo 4. Os alemães têm um ponto de vantagem, mas há o confronto direto previsto para outubro, em Moscou, que pode dar à Rússia a chance de conquistar a vaga direta, sem necessidade de repescagem.

Quem está mais próximo do Mundial é a Inglaterra, que se garante vencendo a Croácia nesta quarta, em Wembley. Hiddink acredita que jogadores como Frank Lampard e John Terry, com quem trabalhou no Chelsea, possam levar a equipe de Fabio Capello ao título.

“Adorei trabalhar com eles todo dia. São jogadores chave para o Chelsea e para a seleção. A Inglaterra depende muito deles, mas é encorajados que também haja jovens crescendo. A Inglaterra está jogando um futebol moderno, inteligente, esperto e atraente. Acho que eles podem ir até o fim na África do Sul”, concluiu.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo