Inglaterra

Governo do Reino Unido dá ultimato à FA para melhorar governança

O Governo do Reino Unido deu um ultimato à Football Association (FA) para trabalhar com seus parceiros e planejar uma melhora na governança do esporte até fevereiro de 2012.

A FA foi duramente criticada após a candidatura inglesa para a Copa do Mundo de 2018 falhar, ao ser considerado um anacronismo menos da metade da diretoria da entidade ser composta por gente envolvida no futebol profissional.

“Eu acredito que há melhorias que podem ser feitas em mudanças de governança, que falharam em manter o ritmo de mudanças no jogo moderno”, afirmou o ministro dos esportes britânicos, Hugh Robertson, em comunicado.

“Não quero que o governo dirija o futebol, então é uma oportunidade para a família do futebol trabalhar junta para benefício do jogo a longo prazo”, disse ainda Robertson.

A Fifa tem regras que proíbem a interferência de governos no futebol e já puniu duramente as federações que permitiram que isso acontecesse.

O governo fez diversas recomendações à FA, como a criação de uma diretoria representativa, moderna e com transparência financeira, além de mudanças no processo de tomada de decisão da entidade.

As cobranças por melhorias na governança aumentaram depois do caso do Portsmouth, que entrou em concordata em 2010, sendo o primeiro clube da Premier League a entrar nessa situação.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo