Inglaterra

Fulham passeia contra o Preston North End e sela seu terceiro acesso em cinco anos com autoridade

E desta vez, nem precisou de playoffs: o clube treinado por Marco Silva lidera a Championship, com quase 100 gols marcados - muitos por Mitrovic

O Fulham subiu, caiu, subiu de novo, caiu de novo e agora subiu mais uma vez. Nesta terça-feira, a vitória por 3 a 0 sobre o Preston North End selou uma campanha impecável que devolve o time de Londres à Premier League pela terceira vez em cinco anos, e a questão mais uma vez é se na próxima temporada o roteiro finalmente será diferente.

Ao contrário das duas promoções mais recentes, desta vez não foi necessário passar pelos playoffs. O Fulham é líder da Championship, com nove pontos de vantagem para o Bournemouth, com um jogo a mais, e chegou a 98 gols marcados com os três contra o Preston North End. Em 42 rodadas, ganhou 26, empatou oito e sofreu apenas oito derrotas. Ainda tem a segunda melhor defesa, com 37 gols sofridos.

O trabalho foi conduzido desde o começo da temporada pelo português Marco Silva, que chegou a ser especulado em clubes brasileiros e é uma boa aposta para manter o Fulham na Premier League na próxima temporada porque tem experiência na liga no comando do Hull City, Watford e Everton, mesmo que com muitos altos e baixos.

Ele assumiu no lugar de Scott Parker, que também deve subir, no comando do Bournemouth, e começou com tudo, com apenas três derrotas nas primeiras 22 partidas da Championship. Houve outra importante arrancada, com dez vitórias em 12 jogos entre janeiro e março, que iniciou com goleadas consecutivas por 7 a 0 (Reading), 6 a 2 (Bristol City) e 6 a 2 (Birmingham City).

O grande destaque da campanha foi Aleksandr Mitrovic, que está no Fulham desde 2018 e, com dois gols nesta terça-feira, chegou a 40 em 40 rodadas disputadas da segunda divisão. Um possível adversário do Brasil na fase de grupos da Copa do Mundo, o atacante de 27 anos dizimou o recorde de gols marcados em uma edição da Championship – 31 de Ivan Toney, do Brentford, na última temporada.

Atrás de Mitrovic, o Fulham contou com as contribuições de Harry Wilson e Fabio Carvalho, jovem revelação que deve defender o Liverpool a partir da próxima temporada, e figurinhas carimbadas das últimas campanhas do clube na Premier League, como Harisson Reed, Tom Cairney, Neeskens Kebano e Joe Bryan. O brasileiro Rodrigo Muniz, 20 anos, ex-Flamengo, fez cinco gols em 21 jogos pela liga, apenas dois como titular.

O desafio do Fulham será novamente encontrar o equilíbrio entre a manutenção da espinha dorsal que subiu e reforços que são necessários para qualificar o elenco. Na primeira promoção, contratou quase um time inteiro, gastando mais de € 100 milhões. Na segunda, investiu menos, mas abusou dos empréstimos. Nenhuma das estratégias deu certo.

O torcedor teve que ter alguma paciência porque o Fulham perdeu as últimas duas rodadas, contra Conventry City e Derby County – este um jogo em que poderia ter selado o acesso na sexta-feira da semana passada -, mas entrou em campo no Craven Cottage para resolver de vez a parada nesta terça e chegou ao intervalo ganhando por 3 a 0.

Logo aos nove minutos, Joe Bryan deu um belo passe nas costas da defesa para Mitrovic abrir o placar, tocando na saída do goleiro. Fabio Carvalho ampliou aos 34 minutos, aparecendo na pequena área como um raio para completar um desvio da defesa, e Mitrovic matou o jogo com um chute de dentro da área no canto, após boa jogada de Harry Wilson.

No segundo tempo, foi só uma questão de esperar o tempo passar para celebrar mais uma promoção à Premier League.

.

.

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo