Inglaterra

Football Association rejeita intervenção do governo inglês

A Football Association (FA) rejeitou a ideia de interferência do governo inglês na entidade, depois de duras críticas em relação á administração do esporte e à candidatura inglesa à Copa do Mundo de 2018.

A entidade de futebol é uma das que uma comissão do Departamento de Cultura, Esportes e Mídia quer analisar a situação de diversdas áreas, entre elas o futebol. Diversas audiências serão feitas para ouvir pessoas envolvidas na gestão do futebol na Inglaterra.

O ministro do esporte Hugh Robertson afirmou que o futebol é o esporte mais mal administrado do país, enquanto o primeiro ministro David Cameron classificou o processo da candidatura inglesa a sede Copa do Mundo de 2018, que terminou com a vitória da Rússia, como “sombrio”.

A entidade está inflexível quanto à intervenção governamental. A FA diz que não sabe “em que base essa intervenção pode ser justificada”. A resposta dos gestores do futebol inglês é que os clubes são diferentes de outras empresas e, em vista do interesse dos torcedores, precisa ser governado de forma única e com um tipo de regulação próprio.

As dívidas dos clubes, que chamam a atenção no país, segundo a FA não são tão relevantes se forem somadas a ponto de precisarem de intervenção. Apesar disso, a entidade considera que todo dinheiro não relativo a futebol que é investido nos clubes devem passar por rigorosa fiscalização, de modo a não ameaçar a estabilidade financeira dos clubes e ameaçar competições.

Na próxima terça-feira, a comissão designada pelo departamento de cultura, mídia e esporte irá começar a ouvir as pessoas envolvidas na gestão do esporte na próxima terça-feira, com vistas à promover melhorias.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo