Inglaterra

No auge, ex-Liverpool e Chelsea ainda busca vaga no ataque da seleção da Inglaterra

Dominic Solanke vem sendo o grande destaque do Bournemouth, e ainda tem esperanças de ser convocado para a Eurocopa

A vaga de centroavante titular da Inglaterra para a Eurocopa é uma das mais certas da seleção. Capitão e maior artilheiro, Harry Kane ainda tem 30 anos, e mesmo sem ganhar títulos no Bayern de Munique, quebrou recordes e fechará a sua estreia como artilheiro da Bundesliga.

Mas a vaga para ser seu substituto nos Three Lions está aberta. Ollie Watkins, que vem sendo o grande destaque no Aston Villa que se garantiu na Champions League do próximo ano, é o grande favorito, com Ivan Toney sendo o segundo nome após cumprir suspensão de oito meses por apostas.

Porém, mais um atacante de um time de meio de tabela faz grande temporada, e pode surpreendentemente aparecer entre os convocados da Inglaterra para a Eurocopa de 2024. Após passagens sem sucesso por times grandes, Dominic Solanke vem mostrando excelente desempenho nesta temporada pelo Bournemouth, e pode figurar na lista dos Three Lions.

Começo decepcionante em gigantes

Solanke despontou para o futebol desde muito pequeno. Ainda aos sete anos, em 2004, ele entrou para a academia de futebol do Chelsea, onde atuou em todas as categorias de base até estrear no time profissional, dez anos após sua chegada a Londres. Sem muitas oportunidades, Solanke foi emprestado em 2015 ao Vitesse, onde chegou a marcar sete gols pelo time holandês.

De volta, ele só conseguiu espaço na equipe sub-23, e acabou deixando os Blues sem nunca ter marcado um gol sequer pelo time profissional. Mesmo sem nunca ter balançado as redes, o Liverpool aceitou pagar 3 milhões de libras pelo centroavante em 2017, pouco antes de Solanke fazer 20 anos.

Em sua primeira temporada, ele chegou a atuar em mais de 20 jogos, mas tendo feito só um gol e com a sombra de Roberto Firmino, Solanke foi perdendo cada vez mais espaço, e não chegou a jogar no início da temporada 2018/2019. Por isso, ele aceitou ir ao Bournemouth em janeiro daquela temporada, que pagou 19 milhões de libras pelo passe do atacante.

Confiança ganhada aos poucos

Porém, nem mesmo em um time menor e sob o comando do carismático Eddie Howe o centroavante conseguiu despontar. Sua virada de chave na carreira aconteceu quando a equipe foi rebaixada para a segunda divisão. Pela Championship, Solanke fez uma excelente dupla de ataque com Arnault Danjuma, marcando 15 gols, mas ainda não o suficiente para fazer a equipe retornar à elite.

Mas na temporada seguinte veio a época mais artilheira do inglês. Ele fez 30 gols em 48 jogos, sendo o grande destaque do time que subiu à Premier League, como vice-campeão da Championship. Se em 2022/2023 ele marcou apenas seis gols na Premier League, foi nesta temporada que o jogador chegou ao seu auge.

Sob o comando de Andoni Iraola, Solanke se tornou a principal referência da equipe na Premier League, e mesmo atuando em um time de orçamento modesto, ajudou o time a ficar na 11 posição do campeonato. Seus 19 gols até agora o deixam como o quarto artilheiro da competição, empatado com Ollie Watkins.

Aguardada convocação ainda não veio

Mesmo se destacando com gols e ajudando o time com assistências, Solanke não foi convocado em nenhum momento por Southgate. Nos últimos amistosos da Inglaterra, na derrota por 1 a 0 para o Brasil e no empate por 2 a 2 frente a Bélgica, o treinador preferiu levar Watkins, que tem o mesmo número de gols de Solanke, e Ivan Toney, que voltou a jogar profissionalmente pelo Brentford em março.

Em entrevista à emissora Sky Sports, Solanke, de 26 anos, admitiu ter ficado frustrado por não ter sido chamado nos últimos amistosos, mas mantém a chama acesa para, quem sabe, ser a surpresa da Inglaterra para a disputa da Eurocopa.

— Sim, eu fiquei desapontado. Eu venho mostrando um bom desempenho na temporada até agora. Jogar pelo seu país é um sonho para qualquer pessoa, e é algo do qual eu gostaria de fazer parte. Estou fazendo tudo o que posso no momento. Vou seguir fazendo para ter uma chance.

O que ainda falta?

Seu ‘chefe’ vai pelo mesmo caminho. Em entrevista recente, Iraola, que chegou ao Bournemouth já com a Premier League em andamento, crê que Solanke merece uma chance de estar na seleção inglesa, e que ele pode oferecer mais do que gols.

— Eu não sei o que mais ele pode fazer. Ele está jogando muito bem. Mas não é só sobre gols também, é sobre tudo o que ele entre para o time. Eu acho que ele é bastante completo e que deveria estar lá (na seleção). Ele vem sendo bastante consistente e se provando um jogador muito bom.

Nos próximos dias, Gareth Southgate deve divulgar oficialmente a lista de nomes da Inglaterra que disputarão a Eurocopa, que acontecerá entre os dias 14 de junho e 14 de julho. Caso não seja chamado, é possível que Solanke, filho de pai nigeriano, receba uma oferta para defender a seleção africana, onde teria a concorrência de Victor Osimhen e Victor Boniface. Enquanto isso, ele segue persistindo, e terá uma última chance de mostrar que é capaz de jogar pelo país onde nasceu.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo