Inglaterra

Derby County entra em intervenção judicial e perde 12 pontos, caindo para a lanterna da Championship

Treinado por Rooney, o Derby County vinha procurando novos compradores e tomou a decisão por causa das dívidas

O Derby County atravessa uma grave crise institucional desde a temporada passada, que atrapalhou os rumos do clube e quase culminou em seu rebaixamento para a terceira divisão do Campeonato Inglês. Nesta sexta, as perspectivas dos Rams pioraram ainda mais, com o anúncio feito pelos proprietários de que colocarão o clube sob intervenção judicial para tentar solucionar os problemas financeiros. Por conta da decisão, conforme seu regulamento, a Championship aplicará uma penalidade de 12 pontos sobre o time, que cairá para a lanterna da segundona, com cinco pontos negativos. Dono de dois títulos do Campeonato Inglês nos anos 1970, o Derby não disputa a terceira divisão desde 1985/86.

O Derby County procura novos donos desde outubro de 2020. O empresário Mel Morris se tornou acionista majoritário em 2015 e, apesar dos altos investimentos realizados, não conseguiu o acesso à Premier League. A pandemia agravou o cenário, levando o magnata a optar pela venda. Alguns negócios foram alinhados com investidores estrangeiros, mas a falta de garantias sobre a origem do dinheiro impediu os acordos. Assim, a pré-temporada já seria caótica para os Rams. Com um embargo no mercado de transferências provocado pelas dívidas, o clube iniciou sua preparação com apenas nove jogadores profissionais. Somente depois disso é que a punição abrandou e permitiu a inscrição de novos nomes ao elenco treinado por Wayne Rooney.

Dentro de campo, o Derby County vive um início de campanha razoável na Championship, considerando todos os problemas. A equipe soma sete pontos em sete rodadas e abre o final de semana no 16° lugar, seis posições acima da zona de rebaixamento. Além de Rooney, agora exclusivamente treinador, o elenco reúne medalhões como David Marshall, Phil Jagielka, Colin Kazim-Richards e Ravel Morrison. Porém, a situação delicada nas finanças já vinha provocando nos últimos dias novas ameaças de sanções da Football League, com a possibilidade da dedução de nove pontos na tabela.

O pedido de intervenção judicial é o reconhecimento de que o Derby County não tem condições de se gerir sozinho. Administradores externos tomarão controle do clube e farão uma gestão mais austera para tentar evitar a falência, ainda procurando potenciais compradores.

“Na semana passada, ficou claro que o processo para identificar um novo comprador para o clube não seria produtivo no curto prazo, apesar das negociações com partes confiáveis. Como a pandemia teve um forte impacto nas receitas e lucros de todos os negócios, o clube não conseguiu cumprir suas obrigações financeiras diárias. Os diretores não tiveram escolha a não ser tomar a difícil decisão de agir assim e proteger o clube”, afirmou o Derby County, em seu comunicado.

“A ironia é que as projeções financeiras do clube mostram o surgimento de um quadro financeiramente sustentável. Sem a pandemia, sem dúvidas teríamos conseguido levar a negociação em frente. As receitas do clube e o fluxo de caixa foram atingidos em cerca de £20 milhões. Não podemos enfatizar quão devastador é ser forçado a essa situação. Continuaremos com nosso trabalho sob a supervisão dos administradores externos para facilitar o processo e o esforço para encontrar um comprador”, complementou o clube.

Tal decisão provoca automaticamente a perda de 12 pontos na Championship. O Derby County ainda poderá recorrer, caso comprove um motivo de força maior para sua postura. Além disso, a organização do campeonato também pode aplicar a outra punição de nove pontos, caso averigue irregularidades financeiras.

“A Football League confirma que o clube está sujeito a um processo de insolvência sob os termos dos regulamentos da competição. Como resultado, o clube receberá uma dedução de 12 pontos. Assim que a Football League receber a notificação formal do pedido, a dedução será aplicada”, confirmou a entidade que organiza a segunda, a terceira e a quarta divisão do Campeonato Inglês.

A Football League ainda respondeu acusações do Derby, de que teria impedido o saque de £8,3 milhões em uma linha de crédito para assistência financeira dos clubes: “A liga está desapontada com os comentários feitos pelo clube a respeito das facilidades de empréstimo por conta da pandemia. A Football League aumentou sua dívida para fornecer aos clubes acesso a fundos que os ajudariam a lidar com o impacto da pandemia e, como qualquer empréstimo, isso estava sujeito a um prazo e aos critérios de elegibilidade que o Derby County foi incapaz de atender”.

Os casos de penalidade por intervenções judiciais e irregularidades financeiras são relativamente comuns na Football League. Desde o início da pandemia, Wigan (2019/20) e Sheffield Wednesday (2020/21) tiveram pontos deduzidos na Championship. Ambos acabaram rebaixados. Mais abaixo, o Bolton perdeu pontos até cair à quarta divisão, mas conquistou o acesso na última temporada. Já Bury e Macclesfield Town fecharam as portas. Entre os defensores de que o dinheiro da televisão pago à Premier League deveria ser mais repassado a times dos níveis inferiores estava exatamente o Derby County.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo