Inglaterra

Delph: “Aprendi mais com Guardiola em três semanas que em toda minha carreira”

Fã de hipérboles, Fabian Delph, 26 anos, jogador periférico do Manchester City, com apenas 12 jogos como titular na última temporada, está impressionado com Pep Guardiola. Tanto que afirmou que aprendeu mais com o técnico espanhol em três semanas do que em toda a sua carreira, o que é uma boa notícia para os torcedores dos Citizens, e um pouco ruim para os antigos treinadores do inglês – Manuel Pellegrini, Martin O’Neill, Gérard Houllier, entre outros.

LEIA MAIS: Guardiola surpreende pequeno torcedor do City dando uma volta de táxi com ele

“As primeiras três semanas têm sido incríveis. Eu aprendi mais com ele em três semanas do que em toda minha carreira”, disse. Mas, Delph, você não acha que isso é um pouco exagerado? “Sei que é uma declaração grande, mas é verdade. É a maneira como ele simplifica as coisas. Seu jeito de jogar. O jeito como vê as coisas. Vocês verão o que ele está tentando fazer nos próximos jogos”.

No livro Pep Confidencial, que acompanhou a primeira temporada de Guardiola no Bayern de Munique, consta como os treinos iniciais de Guardiola servem para ensinar aos jogadores o que foi definido pelo autor como o seu “idioma futebolístico”, que envolveu, no caso dos bávaros, a filosofia de sempre ter a bola, sair jogando com objetividade, sempre para a frente, treinos defensivos diferentes e agressividade na marcação para cortar contra-ataques, entre outros aspectos típicos do estilo do treinador catalão.

“O treinador tem muitos sistemas diferentes e tudo depende de aprender posições diferentes”, afirmou Delph, que chegou do Aston Villa na última temporada e, com duas lesões significativas, teve poucas chances no Manchester City. Jogou apenas 17 vezes na Premier League, oito como titular.

“Estou em uma boa curva de aprendizagem. Se isso continuar, ficarei bastante feliz”, disse Delph, cultivando um certo mistério sobre os planos de Guardiola para ele. “Eu acho que não serei zagueiro, mas vocês ficarão bastante surpresos”.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo