Copa da Liga Inglesa

Resumão da Copa da Liga: West Ham volta a vencer em Old Trafford e elimina o Manchester United

O dia na Copa da Liga ainda teve vitória confortável do Arsenal e disputa de pênaltis para Chelsea e Tottenham

O West Ham venceu pela primeira vez em Old Trafford, devolveu a derrota no fim de semana – com aquele drama todo – e eliminou o Manchester United na terceira rodada da Copa da Liga Inglesa. Tottenham e Chelsea precisaram bater pênaltis para avançar, enquanto Arsenal, Brighton e Leicester despacharam seus adversários.

West Ham elimina o Manchester United

Após deixar escapar o empate contra o Manchester United pelo Campeonato Inglês no último domingo, com direito a Mark Noble entrando em campo nos acréscimos apenas para bater um pênalti e desperdiçá-lo, o West Ham eliminou os Red Devils, nesta quarta-feira, por 1 a 0. A primeira vitória de David Moyes sobre o United desde que deixou o clube em 2014. Também a primeira dos Hammers em Old Trafford desde 2007.

Os dois treinadores rodaram seus elencos. O West Ham teve a estreia de Alex Král no meio-campo, ao lado de Noble, com Andriy Yarmolenko, Manuel Lanzini e Jarrod Bowen mais à frente. Ole Gunnar Solskjaer formou a defesa com Eric Bailly e Victor Lindelöf, escalou Alex Telles desde o começo e também deu oportunidades para Donny van de Beek, Juan Mata, Anthony Martial e Jesse Lingard – que marcou o gol da vitória no fim de semana.

Uma interceptação de Bailly impediu que o West Ham abrisse o placar, aos sete minutos, mas não demorou muito mais. Aos 10, Ryan Fredericks foi à linha de fundo e rolou para trás. Lanzini chegou batendo no canto e fez 1 a 0. Mata acertou o travessão, e Martial parou em um ótimo desvio de Diop. Lingard exigiu boa defesa de Areola antes do intervalo.

Greenwood quase empatou assim que entrou em campo, por volta dos 15 minutos da etapa final, ao receber um lindo passe de Van de Beek dentro da área. Parou em Areola. A carta na manga de Solskjaer foi Bruno Fernandes para os 20 minutos finais e, se deixou o United mais perigoso, quem esteve mais perto do gol foi o West Ham.

E não marcou contra um United totalmente lançado à frente por puro acaso. Aos 41 minutos, Yarmolenko apareceu nas costas da defesa, tirou o goleiro Dean Henderson com o corpo e, diante de um gol vazio, acertou a trave. Logo depois, Noble teve a chance de se redimir daquele pênalti confirmando a vitória do West Ham, mas, livre, dentro da área, finalizou o contra-ataque em cima de Henderson.

Bowen ainda exigiu outra boa defesa do jovem goleiro inglês, e a pressão do United até os últimos segundos foi infrutífera. Foi eliminado da Copa da Liga Inglesa na terceira rodada, após duas campanhas consecutivas em que chegou às semifinais.

.

 

Chelsea sobrevive nos pênaltis

Timo Werner marcou seu primeiro gol na temporada, mas o Aston Villa conseguiu empatar e nem a entrada de Romelu Lukaku a 15 minutos do fim impediu que o jogo chegasse aos pênaltis após o empate por 1 a 1. Com direito a um erro de Ashley Young, o Chelsea sobreviveu e avançou à próxima fase.

Thomas Tuchel escalou a defesa com Trevor Chalobah e Malang Sarr, estreando pelo Chelsea. Também escolheu Callum Hudson-Odoi, Hakim Ziyech e Loftus-Cheek entre os titulares. N’Golo Kanté, que saiu do banco de reservas no fim de semana para mudar o panorama do dérbi contra o Tottenham, começou jogando.

Mas o primeiro tempo foi fraco, e apenas um corte em cima da linha de Reece James, aos 45 minutos, evitou que o Aston Villa abrisse o placar com Carney Chukwuemeka, após o goleiro Kepa defender a tentativa de Cameron Archer no mano a mano.

Com Mason Mount na vaga de Kanté para etapa final, o Chelsea melhorou. Logo aos cinco minutos, teve uma boa jogada de Hudson-Odoi, que sambou em cima de Young e exigiu defesa de Jed Steer. Quatro minutos depois, Reece James cruzou com perfeição e Werner subiu para abrir o placar de cabeça.

Werner perdeu uma grande chance na cara do goleiro, e Ziyech fez Steer trabalhar com um chute de média distância, antes de Matty Cash fazer o mesmo que James e cruzou com perfeição para Archer empatar de cabeça. O Chelsea teve oportunidades de vencer com a bola rolando, especialmente com Mount, duas vezes.

Nos pênaltis, Ashley Young carimbou o travessão e Kepa defendeu a batida de Marvelous Nakamba. Ross Barkley converteu para fazer 3 a 1 a favor do Chelsea. Ezri Konsa manteve o Villa na disputa, e Ben Chilwell desperdiçou seu pênalti para dar uma sobrevida. Mas após Buendía marcar, Reece James colocou os Blues na quarta rodada da Copa da Liga.

.

 

Tottenham também

Nuno Espírito Santo escalou um time forte para enfrentar a sua ex-equipe, com Harry Kane, Cristian Romero e Davinson Sánchez na defesa, Dele Alli e Ndombélé no meio-campo, e o Tottenham chegou a abrir 2 a 0, mas o Wolverhampton conseguiu o empate por 2 a 2 para levar aos pênaltis. E depois de todo aquele trabalho, os Lobos desperdiçaram três batidas seguidas e foram eliminados da Copa da Liga.

Em uma mistura de raça e habilidade, Ndombélé abriu o placar no começo da partida. Ganhou uma dividida na entrada da área com Conor Coady e cortou Willy Boly antes de tocar na saída do goleiro John Ruddy. Harry Kane ampliou, aos 23 minutos, recebendo um passe de primeira de Dele Alli entre os zagueiros antes de invadir a área.

Mas Leander Dendoncker descontou, ainda no primeiro tempo, completando escanteio de Aït Nouri, e Daniel Podence empatou aos 13 minutos da etapa final. A jogada começou com vacilo de Ndombélé no meio-campo, e o Wolverhampton contra-atacou com velocidade até Podence receber pela esquerda e bater na saída de Pierluigi Gollini.

Os quatro primeiros batedores acertaram os seus pênaltis, mas Rúben Neves, geralmente confiável em bolas paradas, isolou. Bryan Gil fez 3 a 2 para o Tottenham. E Dendoncker esbarrou em Gollini. O erro de Hojbjerg deu uma sobrevida ao Wolverhampton, mas Coady carimbou o travessão.

.

 

Nketiah faz golaço de letra, e Arsenal vence com folgas

O Arsenal abriu o placar logo aos 11 minutos do primeiro tempo e não teve problemas para despachar o Wimbledon, da terceira divisão, com gols de Alexandre Lacazette, Emile Smith Rowe e Edward Nketiah.

Arteta montou a dupla de volantes com Lokonga e Thomas Partey no meio-campo, sustentando os ataques de Matiland-Niles, Gabriel Martinelli e Nketiah, com Lacazette como centroavante. Pablo Marí e Rob Holding foram titulares na zaga, com Cédric Soares e o garoto Nuno Tavares nas laterais.

Martinelli foi derrubado pelo lado direito da grande área para dar a Lacazette a chance de abrir o placar, de pênalti, e o francês não desperdiçou. Smith Rowe completou o passe de Lacazette da entrada da pequena área, e Nketiah fechou o placar com um belíssimo toque de letra.

.

 

O Brighton marcou duas vezes no primeiro tempo com Aaron Connolly para despachar o Swansea, com vitória por 2 a 0 – duas assistências de Mac Allister. O Leicester teve um péssimo primeiro tempo contra o Millwall, mas Ademola Lookman e Kelechi Iheanacho garantiram a passagem à próxima fase, também por 2 a 0.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo